Onde se hospedar em Londres


Se você está em dúvida de onde se hospedar em Londres, tenha em mente que algumas perguntas você precisa responder para escolher a localização ideal. Contudo, por Londres ser a maior cidade da Europa, é preciso calcular bem o custo x benefício da escolha da localização de uma hospedagem.

Localizada dentro de um anel rodoviário como a maioria dos grandes centros europeus, vários pontos turísticos de Londres estão espalhados por um total de 6 zonas e seus 32 boroughs. Entretanto, a grande maioria está concentrada nas zonas 1 e 2.

Deslocamento

Londres possui uma gigantesca malha metroviária e um sistema de ônibus de dar inveja a qualquer capital brasileira. No entanto, se hospedar em algumas zonas mais distantes, apesar de ser mais em conta, pode pesar no bolso ou encurtar o tempo para realizar os passeios. Por fim, a viagem acaba ficando cansativa e cara, afinal o transporte londrino não é dos mais baratos para o turista brasileiro.

Desta forma, considere se hospedar, no máximo, na zona 3. Para o deslocamento até os principais pontos turísticos, utilize o metrô e verifique a rota do ônibus até a Trafalgar Square. Se o tempo de deslocamento valer a pena e, se não precisar fazer muitas trocas, utilize o ônibus. Às vezes, o metrô pode parecer rápido. Mas, costuma-se andar muito para realizar uma troca de linha, dentro da própria estação.

Oyster card

O Oyster Card é o bilhete do transporte público em Londres. Os preços e o limite diário do metrô variam de acordo com a zona. Porém, para viagens de ônibus, não importa a zona, você pagará sempre o mesmo preço. Entretanto, após realizar a terceira viagem de ônibus, qualquer outra neste meio de transporte não é mais cobrada. Isso significa que foi atingido o teto máximo diário (chamado de cap, em Londres).

Para saber mais sobre o Oyster Card, veja aqui tudo o que você precisa saber sobre o transporte público em Londres.

Do aeroporto até o hotel

Em nossa nossas viagens, costumamos ficar em um hotel em Holloway, na zona 2, em frente ao Finsbury Park. Todavia, a viagem de metrô entre Heathrow e Finsbury Park costuma ser, no máximo, 2 horas. Utilizando a Piccadilly Line, o trajeto se inicia na zona 6, entra na zona 2, mas precisa atravessar toda a zona 1 para chegar do outro lado da zona 2, o nosso destino. A imagem abaixo pode explicar melhor a situação.

Mapa das zonas de Londres

Porém, o grande problema da estação Finsbury Park e o de várias estações em Londres, é não ser acessível. Ou seja, a estação não tem elevador para quem está com malas pesadas, carrinho de bebê e, principalmente, cadeira de rodas. Então, fizemos um novo trajeto alternativo que é ir de metrô até King’s Cross e pegar um ônibus, sem precisar carregar nenhuma mala.

Onde se hospedar em Londres

Considerando que grande parte das atrações turísticas de Londres estão localizadas na zona 1, pode ser ideal se hospedar neste local. Entretanto, os hotéis são mais caros. Apesar do custo com o deslocamento, neste ponto, a zona 2 saia seja uma opção economicamente mais viável.

Entretanto, você deve ficar atento para as promoções e, se houver oportunidade de um bom hotel, não perca tempo.

Já tivemos a oportunidade de mudar de hotel da zona 3 para a zona 2, em uma de nossas viagens a Londres. Encontramos uma promoção de última hora, na semana da viagem. Conseguimos realizar a troca pois havíamos selecionado hotéis com cancelamento grátis.

Clique aqui para reservar os principais hotéis em Londres

Principais pontos turísticos de Londres

A capital britânica é uma das principais cidades do mundo e possui uma imensa gama de atrações e atividades. Entre elas, se destaca o Big Ben, um dos monumentos mais conhecidos no mundo. Mas, em Londres, não deixe de visitar seus parques, suas ruas e principalmente, suas praças. Além disso, ainda em Lpndres, você vai encontrar uma diversidade de passeios gratuitos para se fazer.

O que você não deve deixar de visitar em Londres

  • Big Ben
  • Distrito de Westminster
  • Piccadilly Circus, Regent Street e Oxford Street
  • Chinatown e Soho
  • Trafalgar Square e Leicester Square
  • Museus e galerias de arte gratuitas
  • Troca da guarda e Palácio de Buckingham
  • London Bridge e Torre de Londres
  • Camden Town, Covent Garden e Borough Market
  • Hyde Park, Green Park, entre outros

Mais dicas de Londres

Deixe uma resposta