Evitando transfer cobrado por navios em portos distantes da zona urbana

Olá pessoal! Neste post, vamos continuar com a série de dicas para quem viaja de cruzeiro. Além de adicionar um cruzeiro à sua viagem pelo mediterrâneo para tornar mais vantajosa a sua viagem, você também pode evitar o gasto com o transfer de cruzeiros entre o porto a zona urbana. Isto serve para os portos que são mais distantes da área central.

Inicialmente, vamos começar com Barcelona, Marselha, Civitavecchia e Palma de Mallorca. Caso você tenha sugestão de alguma outra cidade que planejou para sua viagem ou, alguma que teve que pegar o transfer, deixe uma mensagem nos comentários, que iremos responder assim que puder.

Na maioria dos portos da Itália, você já desce do navio. Ao sair do porto, você já tem disponibilidade de transporte público, seja ônibus, metrô ou tram, conhecido aqui como VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). É claro que, o conforto e a tranquilidade de um ônibus pronto para levar e trazer os passageiros em qualquer momento é único. Mas, todo conforto tem um preço, cabe planejar e avaliar se vale a pena ou não.  Às vezes, o desgaste não vale a pena e em outras vezes, não há desgaste, só a economia. No final, a conta pode vir salgada, principalmente se você tiver usado o transfer de todos os portos da sua viagem.

Também é importante frisar que, os navios tem horário de saída do porto. Então, é preciso ficar de olho no relógio para não perder a condução de volta. Como disse, um planejamento bem feito, evitaria um atraso e, se o tempo está curto para fazer um determinado passeio, não faça. Em algumas das cidades citadas, você pode usar o CityMapper para planejar sua rota em tempo real. Em cidades onde o CityMapper não funcione, use o Moovit.

transfer de cruzeiro

Barcelona

Antes de aportar em Barcelona, os passageiros são informados sobre o transfer para ir até Barcelona. O valor cobrado varia de companhia marítima, mas em média o custo é de 8€ pelo transfer de cruzeiro. A fim de evitar pagar este valor, principalmente famílias com mais de um componente, algumas pessoas fazem o caminho a pé até Barceloneta, que é o porto velho da cidade, onde é mais próximo de pegar um metrô ou outras conduções para a cidade. Mas, existe um ônibus que passa no porto e custa o equivalente a 2€ por viagem ou 3€ pra viagem de ida e volta. Ou seja, você pode economizar mais da metade do valor cobrado pela companhia. O ônibus que passa ali é o T3 Port Bus.

20151114_144720

Marselha

O Mole’ Leon Gourret é um porto enorme e não possui um ônibus para a cidade. O custo médio do transfer é de 15€ até o Vieux Port. Dali, você pode pegar o metrô ou outros meios de transporte para realizar seus passeios.

Da mesma forma que em Barcelona, algumas pessoas seguem o caminho alternativo. Porém, ir a pé do porto até o centro da cidade é por a perder quase 3h de passeio, fora o cansaço pela caminhada de 7km ida e volta. Evidentemente, não dá. Como não há forma de evitar uma caminhada, a melhor forma de economizar é, andar somente até a saída do porto.

O trecho percorrido será de 1,4km, em torno de 15 minutos de caminhada. Você vai andar até a parada de ônibus Littoral Gourret e esperar pelo ônibus 35  (Estaque Riaux—Joilette). São 10 paradas até Joilette, onde deve descer para pegar o 55 (Joilette—Roucas Blanc). Com 5 paradas, você chega no Metró Vieux Port. O custo total ida e volta, será de menos de 7€, por pessoa. Você paga  diretamente ao motorista do ônibus, em dinheiro. Entretanto, verifique antes no porto se não há venda do bilhete de 24h, que dá passe ilimitado a todos os ônibus da cidade. O custo é de 5€.

Ao chegar no Vieux Port, você pode seguir nosso roteiro para um dia em Marselha, visitando algum dos principais pontos turísticos.

croisieres

Civitavecchia

Colocamos Civitavecchia nesta lista pois o transfer do porto de cruzeiros até a cidade de Roma custa 69€, em 1h30min. Você até pode descer e aproveitar o que se tem para fazer no local. Entretanto, Roma é o interesse geral. Porém, é preciso dizer que 6h em Roma, você vai ter que priorizar o que vai visitar.

Ao sair do porto da cidade, você encontra uma estação de trem. Em uma viagem de 1h20min, por 15€, você consegue chegar na estação Termini, que é a estação central da cidade histórica. Ali mesmo, você consegue adquirir o Roma Pass, veja se vale a pena. Com ele, você consegue “furar a fila” em atrações como o Coliseu e o Foro Romano. Ele também dá direito ao transporte público, inclusive para voltar  de trem até Civitavecchia. Caso não queira adquirir o Roma Pass, você pode optar pelo bilhete com validade de 24h para o transporte público.

Para outros passeios em Roma, indico descer na estação de metrô Flaminio e ir até a Piazza del Popolo. Siga caminhando pela Via del Corso. Por ali, você encontra alguns pontos turísticos como a Piazza de Spagna, a Fontana di Trevi, o Pantheon e a Piazza Navona. Se estiver com o tempo curto, siga direto de metrô para a estação Spagna ao invés da Flaminio.

106157570

Palma de Mallorca

Estivemos em Mallorca no último cruzeiro. Mas, o navio parou no porto às 20h, para sair às 5h da manhã, em direção a Barcelona. Decidimos não descer para conhecer a cidade. Mas, em outros cruzeiros, inclusive os da travessia do Atlântico, a chegada na cidade é feita durante o dia. O transfer contratado pela cia marítima custa 20€, no máximo. Mas, ao sair do porto, você encontra uma parada de ônibus intitulada de “18-Escola de Nàutica”. Você deve pegar o ônibus nº 1 (Aeroport) e descer na parada “598-Plaça d’Espanya”, que está a 5min da Plaça Major, no centro da cidade. O ônibus custa 3€, por viagem. Outros ônibus de linha custam 1,50€.

porto-de-mallorca

26 comentários em “Evitando transfer cobrado por navios em portos distantes da zona urbana

  • 21 de setembro de 2018 em 10:40
    Permalink

    Oi, adorei o blog!
    Parabéns pelo trabalho!
    Gostaria de uma ajuda, por favor.
    Vou fazer a travessia de navio da Europa para o Brasil com o MSC Fantasia agora em novembro e gostaria de conhecer os lugares de parada por conta própria.
    Não sei como é o acesso dos portos para o centro de cada local bem como o melhor jeito para se chegar lá. Poderia me ajudar com dicas, por favor?! Vou passar por Marselha, Barcelona, Palma de Maiorca, Cartagena da Espanha, Málaga, Casablanca, Arrecife de Lanzarote e Santa Cruz de Tenerife.
    Desde já agradeço.
    Obrigada!
    Tatiana.

    Resposta
    • 27 de setembro de 2018 em 18:46
      Permalink

      Olá! Tatiana, em Barcelona e Mallorca é plenamente possível utilizar o transporte público. Em Marselha também, mas você tem que andar bastante, considere solicitar um Uber, o preço estimado fica entre 13 e 17 euros. Verifique antes, se o preço do transfer compensa. Ainda não temos informações sobre os outros portos. Mas, entraremos em contato, assim que obtivermos a resposta.

    • 17 de outubro de 2018 em 16:36
      Permalink

      Tatiana, boa tardel!
      Vamos fazer o mesmo cruzeiro! Estamos indo em um grupo de 14 pessoas( 7 casais)
      Estou tb pesquizando o mesmo que vc, não podemos ficar a merce da companhia de cruzeiro!
      Boa pesquiza para vc e excelente viagem!!
      Abcs

  • 19 de setembro de 2018 em 18:15
    Permalink

    Olá, tudo bem?
    Parabéns pelo trabalho: dicas muito boas!
    Vou fazer a travessia de navio da Europa para o Brasil no MSC Fantasia no mês que vem.
    Pretendo fazer os passeios por conta própria, mas não sei se os portos de parada são distantes e se conseguirei sair facilmente.
    Poderiam me ajudar, por favor?! Irei passar por Marselha, Barcelona, Palma de Mallorca, Cartagena Espanha, Málaga, Casablanca, Arrecife de Lanzarote e Santa Cruz de Tenerife.
    Agradeço muito se puder me orientar quanto a locomoção nos portos, dicas de passeios e onde o ideal seria fechar pelo navio.
    Aguardo retorno.
    Muito obrigada!
    Tati.

    Resposta
    • 27 de setembro de 2018 em 18:54
      Permalink

      Olá, mais uma vez! Sobre dicas, mas fique ciente que indo de navio, talvez não dê para fazer tudo. Se você pretende visitar algum museu, dê preferência para fazer no primeiro horário, pode ser que não dê tempo pq o navio tem hora para sair do porto.

    • Marselha: você pode ver nosso post Roteiro de um dia em Marselha. São dicas para quem viaja a Marselha de navio e só tem algumas horas para visitar a cidade.
    • Barcelona:

      * Sagrada Família — 20 minutos de metrô de Las Ramblas, pegando o metrô L3 em Liceu (ou Drassanes)
      * Casa Battlò — 10 minutos andando da Plaça de Catalunya ou também pode pegar o metrô L3 nas mesmas estações.
      * Park Güell — um pouco distante, são 36 minutos de metrô L3, até Vallarcas e mais uma caminhada de 20 minutos. Ainda não consegui fazer, deixamos para uma próxima oportunidade.
      * Camp Nou (Loja e Tour no Estádio do Barça) — São 15 minutos de metrô L3 até Zona Universitária e mais uma caminhada de 10 minutos até o estádio.Las Ramblas, Sagrada Família, Park Güel e outras obras de Gaudì espalhadas pela cidade.

      Estivemos em Barcelona duas vezes de navio. Visitamos Las Ramblas e fizemos o tour do Camp Nou (estádio do Barcelona), no final, fomos até onde fica a Sagrada Família, mas não dava tempo de visitar pq a fila estava muito grande. Na segunda vez, com criança pequena, nosso horário ficou mais apertado e acabamos fazendo o mesmo passeio, sem fazer o tour do estádio e sem ir até a Sagrada Família.

    • Málaga: você pode aproveitar nossas dicas sobre O que fazer em Málaga, com destaque para o centro histórico e a Calle de Larios.
  • 23 de fevereiro de 2018 em 13:46
    Permalink

    Olá, adorei o blog, é muito esclarecedor, obrigada.
    Uma dúvida, se vc puder me ajudar, por favor: o Uber ou taxi entra no terminal para levar ao Vieux Port?
    Estou achando caro pagarmos em torno de 60 euros pelo transfer do ônibus, como estaremos em 4 adultos num cruzeiro, e gostaríamos muito de conhecer a catedral de Notre Dame de La Garde.

    Resposta
    • 1 de março de 2018 em 23:17
      Permalink

      Olá Daniela, ótima pergunta! Verifiquei no site da própria Uber e fiz a simulação desde o Terminal A até o Vieux Port. O trajeto completo por UberX custaria entre 15 e 20 euros. Ou seja, você estaria pagando até 2x menos que o serviço de transfer (contando 4 pessoas ida e volta).

  • 24 de janeiro de 2018 em 20:23
    Permalink

    Parabéns pelo site! Ótimas dicas!
    Tirei quase todas as minhas dúvidas.
    Mas só estou com um pouco de receio quanto a comunicação na Grécia. Foi fácil a comunicação com os taxistas para fechar os passeios por lá? obrigada.

    Resposta
  • 22 de agosto de 2017 em 12:10
    Permalink

    Olá, estou indo em outubro para um cruzeiro no mediterrâneo, estou com muitas dúvidas quanto aos passeios este é meu itinerário:
    DIA DATA PORTO Chegada Partida ATIVIDADE
    1 domingo, 08 out 2017
    Civitavecchia, Itália
    – 17:00 Atracado
    2 segunda-feira, 09 out 2017
    Palermo, Itália
    09:00 17:00 Atracado
    3 terça-feira, 10 out 2017
    Cagliari, Itália
    09:00 18:00 Atracado
    4 quarta-feira, 11 out 2017
    Palma de Maiorca, Espanha
    15:00 23:59 Atracado
    5 quinta-feira, 12 out 2017
    Valência, Espanha
    09:00 16:00 Atracado
    6 sexta-feira, 13 out 2017
    Marselha, França
    13:00 20:00 Atracado
    7 sábado, 14 out 2017
    Genova, Itália
    09:00 18:00 Atracado
    8 domingo, 15 out 2017
    Civitavecchia, Itália
    07:00 – Atracado
    quero fazer passeios alternativos, porém não falo inglês nem italiano, será que dá para me virar lá?, acho que marselle será o mais complicado pelo horário e a distancia da cidade, poderiam me ajudar?, obrigado.

    Resposta
  • 7 de maio de 2017 em 11:49
    Permalink

    Adorei as suas postagens, super úteis e objetivas! Estaremos indo de cruzeiro pelo mediterrâneo em junho e a última parada será em Toulon e todos os passeios até agora que encontrei são muito caros, alguma sugestão de passeio de um dia partindo deste porto?

    Resposta
  • 7 de março de 2017 em 08:28
    Permalink

    Bom dia Kal Carvalho,
    Tenho a mesma dúvida que a Carolina sobre como me deslocar entre o porto de Livorno e Florença. Estou em um grupo com 8 pessoas, porém 5 delas tem mais de 55 anos, sendo que a de 77 anos tem dificuldade de locomoção. A parada será de 8h às 18h. Pensei em transporte particular.
    Também pararemos em Iraklion e em Piraeus. Pelo que vi no primeiro porto temos que sair andando para apreciarmos o que há em torno. Já em Piraeus vi um elogio ao transfer turístico para Atenas. Tem alguma dica? Viajo em março de 2017. Desde já obrigada!

    Resposta
    • 11 de março de 2017 em 20:09
      Permalink

      Olá. Em Livorno há taxistas e mini vans ainda dentro do porto que vão te oferecer passeio para Florença e Piza. Pagamos 25 euros por pessoa. Como estávamos apenas eu e minha mulher, ali mesmo o taxista arrumou outros passageiros que desembarcaram e montou um grupo com 8 pessoas. Foi um passeio excelente. Eles te levam até Florença, estacionam ali ao lado da Catedral, te dão um mapa e vc tem algumas horas para circular pela cidade. Os pontos de interesse são todos uns perto dos outros. Na hora marcada todos embarcam em direção a Piza. Por ser um grupo pequeno é tudo mais rápido e agil. Em Piza ficam mais algum tempo e no fim do dia voltam para o navio em Livorno.
      Em Atenas vc desembarca no porto de Piraeus. Tem metro que vai até o Partenon, mas tbem aonselho a pegar um taxi. Ali dentro do porto só vi taxi para até quatro passageiros. O porto é enorme. Compensa pegar o taxi. O preço é barato por conta da crise pela qual passa o país. Nosso taxista arrumou um outro casal para dividir o custo da viagem. Foi muito prestativo e educado. Conhecemos o estadio das primeiras olimpiadas da era moderna para rapidas fotos, fomos ao Parthenon. Ele nos deixou ali e voltou para pegar no horario combinado. O pagamento só é feito no retorno oa navio para evitar problemas. Fotografe a placa do carro pois todos são iguais e vc pode se confundir. Para subir na montanha precisa ter perna forte. Vi muitos idosos lá em cima, mas é um aboa subida… depois fomos no museu ali perto do Parthenon enquanto aguardavamos o outro casal retornar da Acropole.
      Em seguida fomos visitar as ruinas de outro templo ali no centro da cidade. Na sequencia fomos ver a troca da guarda na praça Sintagma. Muito divertido. Peça para o taxista levar nos horarios da troca da guarda. Depois fomos na montanha mais alta da cidade para ver a paisagem e finalmente tivemos cerca de uma hora e meia a duas para passear ali pelo bairro de Plaka onde ficam as lojinhas e restaurantes. Muito bonito o lical. Deu para comprar muitas coisas de presente.
      Nas duas excursões conhecemos mais coisas do que quem fez a excursão do navio, pois estavamos em menos pessoas. Os preços foram uma verdaeira pechincha se comparados aos cobrados pelo Norwegian Jade.
      O único lugar que ja paguei excursão no mediterraneo foi para Roma e não gostei do passeio. Só peguei a excursão para ter certeza de que não iriamos perder a saída do navio, ja que Roma é cerca de uma hora e vinte de Civitavecchia.
      Na Turquia fomos a pé até o Tran. Napolis dapara ir a pé para o centro, que é pertinho, mas compensa pegar o transfer para Pompeia e fazer o passeio sozinho. Palermo da para ir a pé ou pegar o hopon hopof ali no porto. Genova da para ir a pé ou de ônibus turistico. Cagliari na Sardenha tem van ali no porto. Olympia tem que ir de van. kusadasi o porto é no centro da cidade, mas tem que pegar um transfer para ir para Éfesus, que é imperdível. Nice voce faz a pé. Pega o onibus cem para ir a Monaco e Villefranche. Marselha pague o que o navio pedir para tevlevra na cidade e deixar ali no centro pq é muito longe. Fomos a pé e me arrependi. O onibus do porto é gratuito mas só tevpeg aa mai sde um quilometr e meio do navio e deixa no portão do porto. La no porto velho onde para o transfer tem trenzinho para passear na cidade, Em Toulon tem um ferry que tevleva até o porto velho ja que o navio para do outro lado da baía. Nesse lical tem um trenzinho turistico muito divertido. Da para conhecer o centro a pé. Em Barcelona o transfer custa poucos Euros e te deixa n asaida do porto, bem no começo das Ramblas, ao lado da estátua do Colombo. Da para ir caminhando pelas Ramblas ou pegar o Metro Drassanes ali do lado do porto. Em Valência tem onibus urbano ao lado do porto. Em Lisboa compensa pegar o transfer do navio até o centro ou uma excursão para não perder muito tempo. Em Tenerife nas Ilhas canárias dá para ir a pé para o centrinh. Para as montanhas melhor pegar a excursão do navio. Em Cadiz da para fazer tudo a pé. Se quiser ir para Sevilha pegue a excursão do navio porque é longe. Mal vai dar tempo de ver alguma coisa por lá. Em Malta eu aconselho pegar a excursão do navio porque tem muita coisa para ver. Depois fique passeando ali ao lado do porto nas muralhas. Tem um elevador para subir umas quatro quadras dali. Tem também as lojas e restaurantes na frente do porto e um dos melhores free shops dos portos do Mediterraneo. Só perde para os da Turquia.
      Que eu me lembre essas são as melhores dicas para quem não quer pegar todas as excursões absurdamente caras e desinteressantes dos navios.

    • 18 de março de 2017 em 11:53
      Permalink

      Olá Renata, Florença é uma cidade onde é melhor explorar a pé. Algumas ruas são estreitas, mas o centro histórico é compacto e a maioria das atrações ficam concentradas muito próximas. Respondendo suas pergunta, você deve analisar se a excursão do navio vale a pena. Quanto mais pessoas juntas em um grupo, mais demoradas costumam ser as paradas, então tempo de 10h em Florença, pode parecer muito. Mas, acaba sendo pouco, pois você acaba perdendo tempo entre a saída e precisa chegar com folga para não perder o navio. As excursões controlam o horário dos passeios. De qualquer forma, compare os preços entre a excursão e os transportes particulares e fique atenta ao horário, se optar pela segunda opção.

      Escrevemos um post de como aproveitar Florença em dois dias. Você pode optar por fazer o roteiro de um dos dias. Há também uma maneira de furar evitar fila na Uffizzi e na Galeria dell’Accademia, mas você pode optar pelo ônibus vermelho do City SightSeeing que roda a cidade, pelos principais pontos turísticos. Veja O que fazer em Florença.

      Se não tivesse uma pessoa com dificuldade de locomoção, você poderia tentar ir de trem até Florença. As estações de trem na Itália costumam ter toda a acessibilidade, com elevadores. Algumas vezes pecam na manutenção e não estão funcionando. Mas, na maioria dos casos, tem mais de um elevador. Mas, de qualquer forma, você teria que pegar um ônibus na saída do porto, com destino a Livorno Centrale. Os ônibus na Itália possuem plataforma baixa, o que pode ser bom. Eu moro no RJ, onde a maioria dos ônibus possuem plataforma alta e isso costuma ser um problema, até para quem não tem dificuldade.

    • 19 de março de 2017 em 15:55
      Permalink

      Obrigada pelas dicas Eduard e Ka.l

    • 19 de março de 2017 em 16:02
      Permalink

      Boa tarde,
      Chequei os passeios do navio para Pompéia, mais não vi somente transfer. O transfer que o Eduardo comentou em Nápoles é pelo navio? Ou particular? Vale a pena pegar um táxi e ir até Pompéia ou existe transfer sem ser no navio que fazem este transporte até Pompéia?
      Em Atenas como estamos com muitas pessoas (8) pensei em pegar o ônibus de turismo no próprio Porto, li dicas de que é um bom serviço. O que acham?

    • 19 de março de 2017 em 19:19
      Permalink

      Boa noite, Renata!
      Em Napolis nós usamos um transfer que era vendido no navio para ir a Pompéia. Os navios da Norwegian oferecem essa opção em alguns lugares. Foram as unicas excursões que comprei. Lá e em Kusadasi para conhecer Éfesus na Turquia.
      Não incluia guia. Custou cerca de 35 dólares por pessoa. Era realizado por empresa da cidade. Eles levaram até a portaria do parque (pago a parte) e marcaram um horário para o retorno ao ônibus. Vc disse que tem pessoas idosas no seu grupo. Lá tem algumas ruas meio ingrimes para chegar ao centro das ruínas, e o chão é de pedras desencontrada e esburacadas. Veja se todos estão aptos ao passeio.

    • 20 de março de 2017 em 09:10
      Permalink

      Normalmente, nos navios, os passeios vem com indicação de nível de dificuldade. Se é adequado para pessoas idosas ou não.

  • 27 de janeiro de 2017 em 13:44
    Permalink

    Boa tarde,
    Parabéns pelo Blog está sendo muito útil.
    Vou fazer um cruzeiro pelo mediterrâneo agora em fevereiro. Gostaria de saber quais os transportes públicos que utilizou para conhecer o Camp Nou e depois a Sagrada Família, quero fazer este mesmo roteiro.
    Att.

    Resposta
    • 3 de fevereiro de 2017 em 07:41
      Permalink

      Bom dia, Helena! Obrigado por acompanhar o blog! Em Barcelona, o T3 Port Bus desce próximo a “Las Ramblas”. Ali, você pode pegar o metrô na estação Drassanes e descer na Les Corts, que é uma das vias que seguem até o estádio do Barcelona.

      Informações detalhadas de como chegar em lá em Como chegar no Camp Nou.

      Para ir até a Sagrada Família, você também deve utilizar o metrô. Barcelona é uma cidade muito tranquila para andar de metrô. Você pode voltar a Les Corts para ir até a Sagrada Família. Mas, nessa opção você vai ter que trocar de linha(L3 para L5) na estação Sants Estació. A melhor opção é pegar a L5 direto nas proximidades do Camp Nou, estação Collblanc.

      Para voltar a Las Ramblas, Pegue o metrô da L5 até a estação Diagonal e, em seguida, pegue a L3 até Drassanes, que foi o ponto de partida.

  • 30 de novembro de 2016 em 13:43
    Permalink

    Ola, encontrei o site em pesquisas pelo Google, pois irei fazer um Cruzeiro pelo Mediterrâneo em fevereiro/2017 e não encontro muitas informações de viajantes que já fizeram um cruzeiro.
    Tenho algumas duvidas…espero que você possa me ajudar.
    Vou colocar minhas duvidas (são muitas rsrs) na ordem em que conheço os lugares.

    Vou chegar por Barcelona e embarcar lá. Mas chego num final de tarde, e estou pensando em me hospedar perto do Diagonal Mar para ter acesso a compras e alimentação neste dia. No outro dia embarco no navio perto da hora do almoço, e por isso acredito que não dê para aproveitar nada de Barcelona neste dia.
    Porém o dia que eu desembarcar do navio em Barcelona, quero conhecer os principais pontos turisticos e me hospedar perto da La Rambla, e no outro dia tbm acredito que conseguirei aproveitar a cidade, posto que meu voo de volta é no final da tarde. Vc acha que esse tempo, consigo conhecer os principais pontos de Barcelona? Sei que muita coisa é próxima.

    Minha próxima parada é Valencia, vc teria alguma dica de lá?

    Em Mallorca eu não sabia que o centro era distante do Porto, fiquei sabendo aqui pelo seu site,
    Pensei em conhecer o Castelo Bellver e o Centro Historico (Catedral Gotica e o Palacio real).
    Vc acha que consigo encaixar mais alguma coisa?

    Em Marselha faria o mesmo roteiro que o seu, porém iria até os Fortes de Vieux Port e ao Le Parrier, e deixaria o Palacio Longchamp de fora, por li aqui que ele é afastado dos demais pontos turisticos.

    Também pretendo conhecer Pisa e Florença, mas chego por Livorno.
    Acredito que seria melhor fazer Pisa pela manhã e deixar a maior parte do tempo para Florença.
    Mas estou tendo dificuldade de planejar isso atraves do site na Trenitalia. Não sei o que seria mais prudente fazer: Livorno-Pisa-Florença-Livorno, Livorno-Florença-Pisa-Florença-Livorno…não consigo definir isso pq não entendo o horário dos trens rsrs…
    Vi que vc escreveu que os trens para Florença partindo de Pisa são regionais. Então tem mts trens partindo a cada hora?

    Quanto a Roma…planejei ir de trem até lá, mas acredito que o tempo que temos em terra seja bem curto para conhecer todas as atrações… O que vc conseguiu conhecer em Roma neste tempo tão escasso? Pois acredito que eu tenha que optar entre o Vaticano e o Coliseu, por exemplo.

    E Napole? Alguma dica?

    Em Messina não pretendo ir até o Etna, pois esqueci de mencionar que vou estar com 3 adultos e 2 bebes.
    Pensei em só passear pelo centro e assistir ao Orologio Astronomico.
    Vc tem mais algum dica?

    Valeta, apenas pensei em andar pelas ruas e ir até a Igreja de São João, mas tbm não sabia que era longe do porto e que precisava pegar um transfer. Imaginei que por ser uma cidade mt pequena eu conseguisse conhece-la a pé.

    Sei que são mts dúvidas rs…É minha primeira vez na Europa e seu site está me sendo muito util.
    Se preferir me responder por e-mail, fique a vontade. Agradeço desde já.

    Resposta
    • 30 de novembro de 2016 em 13:50
      Permalink

      Olá, Carolina, obrigado pelo seu comentário! Eu vou responder aos poucos, até para que essas dúvidas também sirvam de resposta para outras pessoas.

    • 1 de dezembro de 2016 em 09:05
      Permalink

      Respondendo as suas dúvidas sobre Barcelona

      O indicado para Barcelona são 4 dias inteiros (sem contar dias de viagem). Mas, se temos um tempo na cidade, melhor aproveitar, né? De qualquer forma, em toda a viagem temos a ambientação, além do deslocamento, check-in no hotel, etc. Então, o que você conseguir fazer neste dia é lucro.

      Entender como as coisas funcionam é importante. Mas, Barcelona tem uma boa malha de metrô e facilita muita coisa. Se você vai se hospedar nas proximidades do Diagonal Mar, ótimo. Ele fecha às 22h e, dependendo do horário de chegada e do deslocamento até o hotel, você consegue aproveitar alguma coisa. O deslocamento médio do aeroporto até o local, dura, em média, 1 hora, para quem utiliza o transporte público. Mas, conte com 2h de deslocamento, apesar de Barcelona ter um bom trânsito (não lembro de ter visto engarrafamentos quando estive lá).

      Se eu entendi, na volta você desembarca do navio e no dia seguinte você já volta para o Brasil? Neste caso, é preciso ver que horas o navio chega no porto de Barcelona. Por estar com bebês, você deve ter alguma prioridade no desembarque. Se não for no primeiro grupo, talvez no segundo ou terceiro. Eu já viajei com meu filho e, por experiência, sempre perdemos 1h do nosso tempo por causa dos imprevistos (fraldas, mamadeiras, sono, etc). Normalmente, se vamos visitar 4 pontos turísticos em um dia, podemos reduzir para 3 (ou até 2).

      Em fevereiro, ainda será inverno na Europa, os dias são mais curtos com o sol nascendo às 8h e se pondo por volta de 18h. As temperaturas médias em Barcelona são de 5º, para a mínima, e 14,6ºC, para a máxima. Mas, não há neve.

      No retorno, ao desembarcar, siga direto para o hotel e deixe suas malas.

      A La Rambla é uma avenida com pouco mais de 1km de extensão com diversos quiosques no centro que vendem entre artesanato, souvenirs, etc. e ainda tem os restaurantes que ficam na parte lateral. Além de Las Ramblas, indico visitar o que está próximo, como você disse: O Mercat de la Boquería (muito próximo à estação de metrô Liceu), a Plaça de Catalunya e a Casa Battlò, um pouco mais distante. Há muitas outras coisas para ver ali, mas depende do que vocês gostam de fazer.

      O que é clássico em Barcelona:

      Sagrada Família — 20 minutos de metrô de Las Ramblas, pegando o metrô L3 em Liceu (ou Drassanes)
      Casa Battlò — 10 minutos andando da Plaça de Catalunya ou também pode pegar o metrô L3 nas mesmas estações.
      Park Güell — um pouco distante, são 36 minutos de metrô L3, até Vallarcas e mais uma caminhada de 20 minutos. Ainda não consegui fazer, deixamos para uma próxima oportunidade.
      Camp Nou (Loja e Estádio do Barça) — São 15 minutos de metrô L3 até Zona Universitária e mais uma caminhada de 10 minutos até o estádio.

      É quase certo que você não consiga fazer todos. Muitos desses locais possuem entrada (com ou sem ingresso). No dia em que estive em Barcelona, eu fiz o Tour do Estádio do Barcelona, que leva umas 2h, em média e fomos até a Sagrada Família, mas não entramos. O tempo que sobrou, ficamos andando por Las Ramblas pq era perto de onde o ônibus partia para o porto.

      Bom, essa é a primeira parte, assim que der posto mais. A ideia é fazer um post sobre esses passeios para quem viaja de navio e tem um curto tempo para aproveitar a cidade.

      Atenciosamente,

      Kal Carvalho
      O Melhor de viajar

      Alguns aplicativos podem ajudar a você planejar seu dia a dia com os transportes. Sugiro dar uma olhada nos artigos abaixo:
      Moovit
      CityMapper
      Maps.ME (Mapas Offline)

      Não se esqueça de seguir nossas redes sociais
      http://www.facebook.com/omelhordeviajar
      http://www.instagram.com/omelhordeviajar
      http://www.twitter.com.br/omelhordeviajar

    • 6 de dezembro de 2016 em 10:47
      Permalink

      Sobre Valência, ainda não estive por lá, mas posso tentar te ajudar de alguma forma.

      Entretanto, como já disse em outro comentário, tudo depende de quanto tempo vai ter no local e do que você gosta de visitar. Molde o seu roteiro de acordo com o tempo disponível, o seu gosto ou os passeios desejáveis por quem vai com você também.

      O porto de Valência tem estação de VLT nas proximidades (Grau – Canyamelar) ou você pode pegar o ônibus nº 19 e seguir até o centro histórico. Se você tiver um dia inteiro, sugiro dividir o seu passeio em: Parte antiga e histórica (pela manhã), almoço no Mercado Central e parte moderna (pela tarde).

      No centro histórico você pode visitar a Catedral de Valência, que é datada do século XIII, e Lonja de la Seda.

      Aproveite a hora do almoço no Mercado Central com típicas comidas espanholas.

      Na parte da tarde, buscando entreter as crianças, indico o Oceanogràfic. Levei meu filho com um ano e meio ao Aquário de Gênova e ele ficou em êxtase com os peixes e pinguins. Acredito que, agora que ele tem mais de 2 e meio, aproveite bem mais esse passeio.

      O Oceanogràfic está localizado na Cidade das Artes e Ciências que é um grande complexo onde também estão o Hemisfèric, L’Umbracle e o Museu das Ciências.

  • 24 de novembro de 2016 em 17:04
    Permalink

    Amei o post, obrigada pelas dicas, em janeiro/17 faremos um cruzeiro pelo Mediterrâneo e vamos parar també, em Gênova, Palermo e Valletta (Malta), você tem alguma dica em como conhecermos estas cidades sem ter que adquirir as excursões do navio?

    Resposta
    • 25 de novembro de 2016 em 10:00
      Permalink

      Bom dia e agradecemos a sua visita em nosso site!

      A maioria dos passeios você consegue fazer sem a excursão. Nós fazemos a maioria dos passeios por conta própria. Em cidades que tem um bom transporte público como Barcelona, os passeios são mais facilitados. É sempre bom ter um aplicativo em seu smartphone para orientar durante a viagem e, se não tiver adquirido um chip internacional, você deve programar seus deslocamentos antes de embarcar no navio ou, até mesmo, antes de viajar. Eu indico os aplicativos:

      – Moovit (para planejar seus deslocamentos)
      – Maps.ME – um aplicativo de mapas offline que facilita a localização e o planejamento de uma rota de ida ou volta para qualquer destino, localização de pontos de interesse como museus, monumentos, supermercados, restaurantes, hotéis, etc.

      Agora, se o passeio for muito distante, ou você contrata a excursão do navio ou você deve optar por fazer os passeios mais próximos e deixar os outros passeios para uma próxima oportunidade. No entanto, você deve programar seu tempo com o tempo de saída do navio. Eu sempre coloco como meta chegar 1h antes da partida do navio, para não ter problema ou enfrentar fila.

      Me baseando nas excursões da MSC, eu posso sugerir como fazer passeios:
      Gênova — o navio para no porto que é perto do centro da cidade. Assim, você consegue fazer alguns passeios a pé.
      Aquário de Gênova (o maior da Europa), se você desejar.
      – O Palazzo del Principe também é perto e dá para fazer a pé.

      Passeios distantes (depende de quanto tempo o navio vai ficar no porto)
      – Portofino — você deve pegar um trem para Santa Margherita Ligure e, depois, um ônibus para Portofino. O passeio é distante, leva, em média 1h15 por trajeto.

      Palermo

      – Centro histórico – A maioria das atrações está concentrada no centro. A Fontana Pretoria é uma das fontes mais bonitas da Itália, na Piazza Pretoria. Logo ao lado, você encontra fica o Quatro Canti, que é a intersecção das ruas Maqueda e Vittorio Emanuele, onde há edifícios com fachadas decoradas. Para chegar lá, você deve pegar dois ônibus: 107 (Stazione Centrale) até a estação central de Palermo e, em seguida, um outro ônibus para a Piazza Petroria (101 Stadio ou 102 Notarbartolo). O trajeto de volta, você deve pegar qualquer ônibus para a estação centra e, em seguida, pegar o 107 retornando (sentido Stadio).

      – Cappella Palatina, Palácio dos Normandos, Catedral de Palermo — Na continuação do passeio anterior, você pode seguir pela Via Vittorio Emanuele, onde você encontra todos essas outras atrações.

      – Gruta de Santa Rosália (Santuário de Santa Rosália) – O ônibus 812 (Montepellegrino) vai até lá, a viagem dura 40 minutos por trajeto. Para voltar, 812 (Porto).

      Valetta

      – The Valetta Waterfront – o navio, provavelmente, irá atracar neste local, que já é uma das atrações da cidade.
      – Igreja de São João – pegar o ônibus (130) até a parada Valetta 18. Siga caminhando por 7 minutos até o local. Depois, a maioria dos passeios é feito a pé, seguindo dali(Salas de Guerra de Lascaris e a Casa Rocca Piccola.
      – The Saluting Battery – é a atração com horário marcado, todos os dias às 12h e às 16h, uma salva de tiros de canhão. Você pode assistir da sacada do Upper Barrakka Gardens ou pagar €3 para assistir bem de perto.

      Para retornar ao navio, vá até Valetta 18 e pegue o ônibus 130.

      Espero ter ajudado!

      Atenciosamente,
      Kal Carvalho
      Siga nossas redes sociais:
      http://www.facebook.com/omelhordeviajar
      http://www.instagram.com/omelhordeviajar
      http://www.twitter.com.br/omelhordeviajar

  • 8 de abril de 2016 em 20:18
    Permalink

    Bom Dia
    A-do-rei o post!!
    Cumprimentos!!!
    Ma turis

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: