Transporte em Londres: tudo sobre o Oyster Card

O Oyster Card é como o bilhete único inteligente, utilizado no transporte em Londres. Você paga £5 por ele, além dos créditos que pretende colocar. Porém, ao sair da cidade, você pode devolver o cartão e recebe de volta o valor pago e os créditos que não utilizou.

Você pode comprá-lo em máquinas ou guichês nas estações de metrô. Antes de comprar, é ideal saber quantos dias de viagem por Londres. Assim, você consegue planejar melhor a utilização do Oyster Card ou adquirir um Travel card.

O cartão vale para metrô e ônibus, sendo que de ônibus você pode ir para qualquer zona de Londres, pagando sempre o mesmo valor por viagem. Ele é inteligente, pois visa cobrar sempre o menor valor possível no dia e, tanto para o ônibus, quanto para o metrô há um teto máximo (cap, em inglês). Após a terceira viagem de ônibus, o teto máximo é atingido. Se você achava que não poderia pegar mais nenhum ônibus, está enganado. Após atingir esse limite, todas as viagens de ônibus não serão mais cobradas, não é mesmo inteligente? Para o metrô, há diferença de preço entre as zonas.

Oyster Card

Oyster Card x Travelcard

Comparação entre Oyster Card e o Travelcard (preços atualizado em janeiro de 2016)

Zonas

Oyster

Travelcard

Horário de Pico (Peak)

Fora do horário de pico (Off peak)

7 Day Peak

1-2

£6.50

£12.10

£12.10

£32.40

1-3

£7.60

£12.10

£12.10

£38.00

1-4

£9.30

£12.10

£12.10

£46.50

1-5

£11.00

£17.20

£12.10

£55.20

1-6

£11.80

£17.20

£12.10

£59.10

Clique aqui e veja a tabela completa do limite diário para todas as zonas ou clique aqui para baixar o mapa do metrô de Londres em PDF.

Zonas de Londres
Mapa das Zonas de Londres e suas estações, clique aqui para baixar o mapa em PDF

Como usar o Oyster Card

Para usar o Oyster no ônibus, encoste rapidamente o cartão no leitor amarelo e o led mudará para a cor verde, liberando a entrada. Os ônibus não possuem cobrador, nem catraca e o motorista fica separado por uma divisória de vidro.

Para usar o cartão no metrô, é só fazer da mesma forma para a catraca abrir, porém, neste caso, não se esqueça de passar o cartão pelo sensor da saída da estação onde descer. Porém, se não fizer, pode acabar pagando uma multa. Uma segunda dica é que se os leitores da saída estiverem cobertos, você deve procurar se há algum leitor na parede de saída do metrô.

Antes de ir para Londres, em nenhum outro lugar recebemos essa dica. Como chegamos em um sábado, acredito que seja porque era final de semana e o movimento é menor. Mas, em algumas estações, encontramos os leitores cobertos na saída e na entrada e as catracas abertas. Foi só retornar um pouco e verificar que havia um leitor na parede. Você também pode perguntar no guichê.

Oyster card leitor no ônibus

Pay as you go x passes semanais

Usando o  Oyster Card como PAYG — “Pay-as-you-go” — você pode carregar os créditos (top-up) da forma que quiser (em múltiplos de 5 até um limite de £90). O valor é descontado conforme for usado. Ou então, você pode carregar no cartão passes semanais, mensais ou anuais, o Travelcard. Mas, qual é mais vantajoso? Depende de quantos dias você irá ficar em Londres. Se for ficar até quatro dias, vale mais a pena utilizar o Oyster Card, a partir de 5 dias, adquirir um Travelcard de uma semana é mais vantajoso. Mas, você pode combinar as duas opções e caso desejar ir até uma outra zona, é possível carregar uma diferença.

Exemplificando: para ficar 4 dias, calcule 4 (o número de dias) x £ 6.50 = £26. Carregue £30. Se quiser economizar só andando de ônibus, calcule 4 x £4,50 = £18, carregue £20. Se você for comprar o cartão, você deve carregar £35 e £25, respectivamente. Mas, você pode combinar a melhor forma como vai usar, combinando diversos meios de transporte e economizar. Já para quem fica 5 dias ou mais, a melhor opção é carregar o Travelcard para 7 dias por £32.40 + £5 pelo cartão.

Ainda há a opção do Day Travelcard que é um bilhete de papelão, válido até as 4h30 do dia seguinte e conta com limite similar ao Travelcard.  Após o término da validade, ele pode ser descartado.

Máquina do Oyster Card no metrô

Comprando um Oyster Card e colocando créditos

Não é possível pagar a passagem com dinheiro nos ônibus. Então, você deve procurar uma das máquinas no metrô, parecidas como a foto acima. Entretanto, você também pode comprar ou carregar o cartão em algumas mercearias do tipo “Food & Wine”.

Para comprar o cartão nas máquinas do metrô, é simples:

  • Clique em “Buy new card” e o sistema irá perguntar quantos cartões você deseja comprar.
  • Em seguida, clique na quantidade desejada.
  • Na tela seguinte, ele vai perguntar como você gostaria seu novo cartão: PAYG or Season Ticket (Travelcard). Caso escolha a opção Pay as you go, ele exibirá uma lista de valores de quanto deseja carregar.
  • Escolha o valor e o sistema solicita o pagamento.
  • Após o pagamento, o sistema libera o cartão.

Ademais, o processo é similar para o Travelcard. Contudo, ele solicita a escolha de um período semanal, mensal ou anual. Ainda é possível, na mesma máquina, comprar o Day Travelcard.

Dica: quando chegamos em Londres, as máquinas do aeroporto não estavam funcionando. Então, tivemos que descer até a entrada do metrô, onde tem um guichê. Enfrentamos uma pequena fila, mas saímos de lá com os cartões, sem problemas.

Pesquisando tarifa por trecho

Single Fare Finder

O site Transport for London, que é o site oficial da prefeitura sobre tranporte público, disponibiliza uma ferramenta de pesquisa de tarifas. Basta colocar a origem e o destino e obterá quanto irá gastar no trecho. Clique aqui para acessar.

Mais algumas dicas sobre transporte em Londres

  • Caso o seu Oyster esteja sem crédito, poderá utilizar o transporte e terá até 24h para pagar sem receber uma multa por isso.
  • A maioria dos ônibus tem painés eletrônicos informando o tempo de chegada dos ônibus mais próximos
  • O metrô fecha durante a madrugada, mas você pode pegar alguns ônibus que funcionam por 24h. Durante a noite estes ônibus são chamados de Night Bus.
  • Algumas estações podem estar fechadas, em Londres, é possível utilizar o CityMapper em seu smartphone que passa todas as informações sobre as linhas, calcula rotas e informa qual opção você pode seguir e acompanha os meios de transporte em tempo real.
  • Nem todas as estações de metrô possuem acessibilidade. Ou seja, quem está de cadeira de rodas, carrinho de bebê ou malas pesadas, tem que subir escadas. Algumas pessoas se oferecem para ajudar, nessa situação.
  • Nos ônibus, se estiver com carrinho de bebê, você pode estacionar na área de cadeira de rodas. Mas, como um próprio aviso diz, a prioridade é para quem entra usando uma cadeira de rodas, então, tem que tirar o carrinho.
  • Ainda falando sobre carrinhos de bebê, antes de entrar no ônibus, verifique se a área já está ocupada. Cabem até 2 carrinhos, mas não é difícil de encontrar uma situação dessas, principalmente nos horários de pico.
  • Os horários de pico (peak) são de 6h30 até 9h30 e entre 16h e 19h, de segunda a sexta.

Mais dicas sobre Londres

10 comentários em “Transporte em Londres: tudo sobre o Oyster Card

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: