O que fazer em Málaga

O que fazer em Málaga? Uma cidade da Andaluzia, localizada na costa sul espanhola, fundada por fenícios no século VIII. É a capital da Costa do Sol e atrai diversos turistas por suas praias e passeios com temperaturas agradáveis durante todo o ano.

Entretanto, Málaga está além do turismo de sol, praia e dança flamenca. Ela é a cidade natal de Pablo Picasso, sendo considerada berço da arte cubista. Assim, Málaga possui grande patrimônio artístico e cultural, além de diversas oportunidades de passeios entre museus, galerias e espetáculos públicos. Ademais, a cidade também exibe as marcas dos impérios fenício, romano, mouro e cristão, que dominaram a cidade durante a sua existência.

Além de praia, história, cultura e dança, outro destaque da região da costa do sol é o turismo gastronômico. Não deixe de experimentar os vinhos produzidos na região, as tapas e os espetos de sardinha do litoral da Costa do Sol.

Onde se hospedar em Málaga

Málaga é uma cidade muito limpa e segura. Mas, buscando melhor custo x benefício da viagem, é indicado o centro histórico como melhor localização de hospedagem em Málaga. Além de estar próximo às principais atrações, é onde existem dezenas de bares e restaurantes nas imediações. Além disso, você pode pegar ônibus para praia Marbella e Puerto Banús, que estão bem distantes do centro da cidade.

Turismo gastronômico em Málaga e região

Málaga é renomada por sua grade oferta gastronômica de qualidade a bom preço. Os restaurantes à beira-mar, chamados de “chiringuitos”, serve um exemplo de gostosíssimas tapas e peixes fritos de várias espécies.

O que você não deixar de experimentar em Málaga:

  • Espeto de sardinhas
  • Anchovas fritas
  • El Campero — uma espécie de sanduíche, torta salgada ou waffle, que leva tudo o que você desejar. Desde presunto cru, até frango desfiado, tomates, etc.
  • Ajobacalao — uma sopa densa de bacalhau.
  • Azeitonas aloreñas — A única azeitona com denominação e origem próprias, produzidas nos municípios malaguenhos.
  • Ajoblanco — É uma espécie de gaspacho branco feito com amêndoas.
  • Torta de Algarrobo — Um doce artesanal, específico do município de Algarrobo, ideal para o café-da-manhã.
  • Bienmesabe — É um doce feito há séculos por freiras da localidade de Antequera.
  • Porra antequerana — Uma espécie de gaspacho com tomates, pães, alho, azeite e vinagre, servidos com cubos de presunto.
  • Mollete antequerano — Uma espécie de pão artesanal, degustado no café-da-manhã, com presunto serrano, azeite, alho e tomate.

  • Salada malageña — Clássico da cozinha local, leve e refrescante, durante o verão. Uma salada à base de batatas cozidas, laranja, bacalhau e azeitonas.
  • Sopa Perota — Uma sopa típica de Álora. Feita com pão, tomates, cebolas, pimentão, alho, hortelã, açafrão e pimenta.
  • Cenoura negra — Também conhecida como “Cenoura morá“, é cultivada em outras zonas da Espanha, como as Ilhas Baleares. São produzidas em Cuevas Bajas, no interior da província de Málaga.
  • Viño Pajarete — Um dos mais tradicionais vinhos da região com denominação de origem protegida Málaga.
  • Viño Botani — Este vinho está se tornando um dos melhores da região. Produzido nas adegas de Jorge Ordóñez, em Axarquía.

14590022_1173278902694532_2146535806388281257_o

  • Azeite “Finca la Torre — Um dos azeitas mais premiados nacionalmente, produzido em Bobadilla.

O que visitar em Málaga

Centro Histórico

A Calle Marqués de Larios é uma longa via de compras que termina na Plaza de la Constituición e representa o coração pulsante do centro da cidade de Málaga. Neste local, estão concentrados os negócios e as mais importantes atividades sociais, além de clubes, restaurantes e bares onde a vida noturna acontece.

É também na Calle de Larios que é realizada a abertura oficial do Natal de Málaga, com show de luzes e diversos shows.

Catedral de Málaga

A Catedral da Encarnación de Málaga constitui a joia arquitetônica mais valiosa que a cidade possui. Também situada em pleno centro histórico, entre o Porto e a Colina de Gibralfaro, a catedral sobressai no panorama urbano.

Ela é conhecida pelos moradores como La Manquita, ou “A senhora de um braço”, porque sua torre deveria ser dupla. A primeira torre foi construída com uma altura imponente de 84 metros. Entretanto, a construção foi interrompida porque os fundos monetários foram enviados às tropas americanas da Guerra da Independência em 1780. Mesmo sem a segunda torre, a catedral é grandiosa.

Plaza de Toros

As arenas de touradas são marca da cultura e história da Espanha. A Plaza de Toros La Malagueta é uma bela construção e possui uma estrutura arquitetônica impressionante. Foi projetada por José Ruicoba em estilo neomudéjar e forma hexadecagonal, sendo inaugurada em 1876. A praça possui capacidade para 14.000 pessoas e, em seu centenário, foi declarada Patrimônio Histórico-Artístico.

As touradas acontecem entre abril e setembro e a arena também abriga as principais festividades da cidade. Durante a Semana Santa, nas proximidades da Páscoa e, também, durante “La Corrida de la Prensa”,  no mês de junho, onde acontece uma tourada em homenagem a San Luís de Tolosa, o santo padroeiro da cidade. Além disso, no mês de agosto, acontece a Grande Festa de Verão, quando Málaga recebe um enorme número de turistas, que visitam a cidade em busca das tradicionais músicas, danças flamencas e as tradicionais touradas. A última tourada do ano, ocorre durante a festa da padroeira Nossa Senhora da Vitória.

Se você não gosta da ideia de assistir a uma tourada, descubra a história da arena no Museo Taurino Antonio Ordoñez. Este museu é uma homenagem ao grande toureiro das décadas de 50 e 60.

Castelo de Gibralfaro

Localizado no Monte Gibralfaro, este castelo foi construído no século XIV, para abrigar as tropas e proteger a Alcazaba, que é o palácio muçulmano. Hoje, é um dos momentos mais visitados de Málaga, onde você pode andar pelas paredes e ter uma boa perspectiva da cidade. Vale a pena entrar e conhecer um pouco de sua história.

Alcazaba

Construída no Século XI, no sopé do Monte Gibralfaro, a Alcazaba é uma das visitas obrigatórias para quem está em Málaga. O local foi palácio-fortaleza de governantes muçulmanos de Málaga e está conectado ao Castelo de Gibralfaro por uma longa muralha. Construído durante a civilização fenícia na região, carrega a história das origens e as marcas de cada época na cidade Málaga.

Teatro Romano

Um interessante conjunto de ruínas descoberto em 1951, durante as escavações realizadas no centro histórico. O Teatro Romano faz parte de construções como as muralhas que cercam e levam ao Castelo de Gibralfaro. Foi construído durante o império romano, por volta de I a.C., por ordem do Imperador Cesar.

26043172171_abc8905ddf_k

Caminito del Rey

O Caminito del Rey é uma antiga trilha vai a meio caminho ao redor do desfiladeiro “Los Gaitanes”. Com cenário espetacular, ele possui cerca de 3km de extensão, paredes verticais de quase 400 metros e, em alguns trechos, as plataformas chegam a ter 100 metros de altura. O passeio, acaba sendo impróprio para quem sofre de vertigem. Mas, se o visitante não tiver medo de altura, poderá caminhar pelas plataformas seguras que foram instaladas por lá. Pela trilha, é possível encontrar pessoas de qualquer idade, de crianças a idosos. A empresa responsável por cuidar da estrutura, dispõe de uma equipe de segurança ao longo de todo o trecho da caminhada.

O caminito está localizado a 60km de Málaga, nas proximidades de Álora, entre Ardales e El Chorro.

Museus

Você pode visitar o Museu Picasso, dedicado à vida e obra do pintor. Inaugurado em 2003, possui cerca de 200 obras do artista espanhol. Para quem aprecia as obras de Picasso, este museu é imperdível. Ele propicia um enriquecimento incrível sobre toda a transição de seu trabalho. O museu conta com um acervo físico de obras emblemáticas do pintor. A infra-estrutura do local e a conservação do acervo são ótimas. Vale a pena conhecer, é simplesmente fenomenal.

14976493_1321434367877902_8333995219272752708_o

Outro museu indicado é o Museu Carmen Thyssen. Como o museu homônimo em Madrid, a galeria de arte em Málaga abriga a coleção da família aristocrática da Thyssen-Bornemisza. Entretanto, desta vez, é a coleção de Carmen Cervera, esposa do barão Thyssen, com foco na pintura espanhola do século XIX.

Praias na Costa do Sol

A Costa do Sol, na província de Málaga, é considerada, internacionalmente, um dos balneários mais procurados durante as férias. Você pode optar por praias como La Malagueta, El Candado ou La Caleta, de fácil acesso do centro da cidade, bem equipadas, e também adequada para famílias com crianças.

Com um carro alugado, você consegue chegar a outras praias maravilhosas, como as famosas: Marbella, Torremolinos ou Tarifa.

887275_1068809983181837_3376064978350381937_o

Flamenco

Em Málaga, como em todo o resto da Andaluzia, é a terra do flamenco. Numerosos são os locais, chamados tablao, onde é possível assistir algum espetáculo desta dança e música de fascínio irresistível.

2602880998_3064d2f768_o

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: