Museu de Orsay em Paris

O Museu de Orsay (ou Musée d’Orsay, em francês) é uma das visitas obrigatórias em Paris, principalmente para quem é amante da arte impressionista. Ele está localizado na margem esquerda do Rio Sena, no 7ème arrondissement, em frente ao Jardin des Tuileries. Ele funciona onde, em outros tempos, era a Gare d’Orsay, uma antiga estação de trem. Nos dias atuais, ele ainda mantém algumas características desta estação, o que deixa o museu com uma arquitetura belíssima.

O Orsay possui uma fila infinitamente menor do que o Louvre, o que não demanda muito tempo e esforço na visitação. Você pode se dirigir ao local, no mesmo dia da visita, para adquirir seu ingresso, diretamente na bilheteria do museu.

O acervo do Museu de Orsay

O Museu de Orsay possui um acervo bem rico, de excelente qualidade, com obras de primeira grandeza. Ele não deixa nada a desejar a outros museus de renome. Por uma questão de preferência, talvez ao movimento impressionista, muitos consideram o melhor museu de Paris.

As coleções deste museu apresentam, em sua maioria, pinturas e esculturas da arte ocidental. O enfoque tem como tema principal o impressionismo, compreendendo o período entre 1848 e 1914. Entre as obras-primas, você vai encontrar:

  • Claude Monet: Coquelicots (1873), Madame Monet e seu filho (1875), a Mulher com guarda-sol (1886), O parlamento, efeitos da luz do Sol no nevoeiro (1900 – 1901), entre outras.

Coquelicots, Claude Monet

  • Van Gogh: a Noite Estrelada (1888), o Autorretrato de Vincent Van Gogh (1889), o Quarto em artes (1888), A igreja de Auvers (1890), o Retrato de Dr. Gachet (1890), entre outras.

A Noite Estrelada (1888) de Van Gogh

  • Édouard Manet: o Almoço sobre a Relva (1863), Olympia (1863), entre outras obras.

O Almoço sobre a Relva (1863) de Édouard Manet

  • Outras obras em destaque: As Respingadoras (Millet, 1857), Os Raspadores de Assoalho (Caillebotte, 1875), Arearea ou Joyeusetés (1892, Gauguin), Os Jogadores de Cartas (1890-1895,  Cèzanne), Natureza-morta com maçãs e laranjas (1899, Cèzanne) e a Origem do Mundo (1866, Courbert). Há também mostras de Renoir e Degas, entre outros. Além disso, o museu apresenta exposições temporárias que ocorrem paralelamente às permanentes.

Informações úteis

O Museu de Orsay possui um café no piso zero, restaurantes (pisos 2 e 5) e uma lojinha logo na saída. O restaurante superior possui uma bela vista interior do relógio da estação.

Horário de  funcionamento do Museu

🕑 Fechado às segundas-feiras. Nos dias normais, abre de  09h30 às 18h, exceto às quintas-feiras, onde fecha 21h45.

Bilheteria

No site oficial, você encontra onde adquirir seu bilhete. O ingresso comprado online dá direito a acesso pela “porte C”, na rua em frente ao Rio Sena. Outra opção “fura-fila”, pode ser o Paris Museum Pass. Mas, para quem não comprou online ou não possui Museum Pass, o acesso à bilheteria se faz pela Rue de Lille, em uma porta giratória. As filas costumam ser reduzidas, não há necessidade de agendamento. Os bilhetes custam a partir de 11€.

Transporte público
  • Metro: Solferino / Musée d’Orsay (Linha 12).
  • Trem: O RER (linha C), saindo em uma estação em frente do museu;
  • Ônibus: 24, 68 e 69 param em frente. Os ônibus 63, 73, 83, 84 e 94 param na Boulevard Saint-Germain, que corta a Rue de Lille. O 72 também para em frente ao museu, mas do outro lado do Rio Sena. Basta atravessar uma das pontes de acesso.
Site oficial

http://www.musee-orsay.fr/

Endereço

Rue de Lille, 62, Paris

Mais dicas sobre Paris

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: