Passeios nos bairros e arredores de Paris

Giverny e Versailles estão localizadas nos arredores de Paris e merecem uma visita. Assim, você pode programar seu roteiro para incluí-las em um bate e volta. Giverny abriga os Jardins de Monet, local de inspiração para o artista. Em Versailles, você vai encontrar os Jardins e o Palácio de Versailles, um dos maiores símbolos de como a realeza vivia na França.

No entanto, além das cidades nos arredores de Paris citadas acima, você também pode incluir em seu roteiro, os bairros  Montmartre, Quartier Latin e outras atrações que podem ou não estão,  em nosso roteiro com as atrações principais.

Onde se hospedar em Paris

Uma dica para se hospedar em Paris é verificar o número de código postal do hotel. Todos os endereços de Paris começam com 75. Então, inicialmente, você já descarta hotéis que não possuam este código.

Outra dica é escolher o hotel pelo número do arrondissement. Quanto menor o número, melhor a opção de hospedagem.

No entanto, na maioria das vezes, procuramos hotéis com melhor custo x benefício. Desta forma, alguns hotéis na periferia de Paris aparecem como opção melhor. Mas, se for escolher algum hotel fora da cidade, escolha algum que tenha sistema de metrô por perto.

Veja aqui os principais hoteis em Paris para a sua próxima viagem

O que fazer nos arredores de Paris

Jardins e o Palácio de Versailles

O Château de Versailles, ou Palácio de Versalhes, é um castelo real que retrata bem as peripécias da corte na época do império e um dos maiores símbolos de como vivia a realeza na França. Na época, era bastante conhecido pela sua ostentação e riqueza. Ele foi o centro do poder do Antigo Regime na França, entre 1682 e 1789, ano em que ocorreu a Revolução Francesa e a queda da bastilha.

A arquitetura do palácio impressiona visitantes pela beleza e o tamanho da propriedade. O palácio foi projetado pelo arquiteto francês Louis Le Vau, sendo concluído por Jules Hardouin-Mansart, após sua morte. Em 1837, anos após a Revolução Francesa, o palácio foi transformado em um museu de História. Nos dias atuais, é um dos pontos turísticos mais visitados na França.

O Jardin de Versailles é uma obra-prima do paisagista André Le Nôtre e está localizado na parte de trás do palácio. É um gigantesco jardim, um local muito bem cuidado. Os jardins do Palácio de Versalhes são simplesmente gigantescos que podem ser alugados carrinhos de golfe para sua visitação.

No jardim, você vai encontrar a L’Orangerie, que são os desenhos geométricos que podem ser apreciados de um belvedere, a Fonte de Netuno e, em frente à Galeria dos Espelhos do Palácio de Versailles, o Le Parterre d’Eau, que são dois amplos espelhos d’água. Em seguida, você vai encontrar a Fonte de Latone, de onde se obtém uma bela vista para o Caminho Real e o Grande Canal.

Reserve um dia inteiro para visitar Versalhes, que está localizada a cerca de uma hora de Paris. Para ir até lá, você pode pegar o RER C, saindo da estação Champ Mars, próximo à Torre Eiffel, e descer na estação River Gauche, em Versalhes.

Tickets online para visitar o Palácio

Acesse o site oficial do Château de Versailles e escolha o Passeport ideal para sua visita. Para quem deseja visitar todo o complexo, há uma opção de Passeport para dois dias. Você também pode comprar o ticket nos Office du Tourisme, em Paris, localizados nas principais estações ferroviárias, além do Louvre e da Ópera Garnier. O Paris Museum Pass também dá direito à visitação do palácio. Todos os tickets já incluem o audioguia.

Giverny – Casa e Jardins de Monet

Giverny é uma comuna francesa, localizada na região da Alta-Normandia, 60km ao noroeste de Paris. O vilarejo é conhecido por abrigar a Casa e os Jardins de Claude Monet, famoso pintor impressionista francês. Outra dica é passear pela região de Vernon e Giverny, conhecendo os lugares encantadores que você pode encontrar.

Os jardins serviram de inspiração para os quadros de Monet e é um lugar encantador, imperdível para os fãs do artista. Uma variedade de espécies de flores enorme, diferentes combinações de cores e formas. A casa de Monet também é muito bonita, com a decoração original e tudo muito bem conservado, limpo e organizado. Clique aqui para agendar sua visita e comprar o ingresso online.

Assim como Versalhes, reserve um dia para visitar Giverny. O local é de fácil acesso para quem está em Paris. O trem parte da Gare du Nord e vai até Vernon. Em seguida, você pode optar por usar a navette que vai até Giverny ou alugar bicicletas para ir até a casa de Monet.

A dica é procurar chegar logo cedo, no primeiro horário, pois vai pegar a casa abrindo e com poucas pessoas disputando lugar para uma foto.

Você pode retornar de Giverny para Vernon a pé ou de bicicleta, se optou por alugar uma. Siga por uma trilha que passa pela igreja, a qual está enterrado o corpo de Monet. São, aproximadamente, 4km e vale muito a pena encarar o trajeto.

Atrações em Paris para complementar seu roteiro 

Opera Garnier

A Grand Opera Garnier é um teatro conhecido mundialmente. É um monumento com uma arquitetura clássica, talvez o mais belo e decorado de Paris. O local permite ao visitante vivenciar uma experiência de volta ao tempo. Em um só lugar, é possível encontrar muita história e cultura, onde detalhe remete a um passado distante e, ao mesmo tempo, presente.

É um prédio altamente decorado, com uma diversidade de detalhes. Em seu interior possui uma galeria de espelhos, semelhante a que existe no Palácio de Versalhes. A construção foi iniciada em 1862 e continuou por mais de 10 anos. Em 1875, a construção foi concluída e o edifício adquiriu sua forma atual. projeto foi feito pelo arquiteto Charles Garnier. O teatro fecha às 17h para as visitas guiadas, que podem ser contratadas no local. O tempo de duração leva entre 1 e 2 horas.

O auditório vermelho e dourado é iluminado por um gigantesco lustre de cristal, que caiu em 1896, esmagando a platéia. Este tragédia, além do lago subterrâneo e dos grandes porões do teatro, inspirou o romance “O fantasma da Ópera”, de Gaston Leroux. Assim como na história, existe um camarote no teatro que está reservado para este personagem.

Basílica de Sacré Cœur

A basílica do Sagrado Coração (em francês, basilique du Sacré-Cœur) é um dos símbolos do bairro de Montmartre e um dos pontos turísticos importantes de Paris. Ela é bela, por fora, quando por dentro e está localizada no topo do monte Martre, o ponto mais alto da cidade.

A entrada na Sacré Coeur é livre para quem deseja visitar apenas a nave principal. No entanto, os outros níveis são acessíveis apenas com visita guiada e agendada com antecedência. É importante ressaltar que, câmeras e outros aparelhos eletrônicos não são permitidos no interior da basílica. A basílica possui, ainda, um agradável jardim a seus pés. Os destaques no interior da basílica ficam para um grande mosaico de Cristo, que domina a abóboda, as portas de bronze, a estátua de Cristo, na entrada principal, e as estátuas equestres.

Você pode subir até a basílica através do funicular ou pelas escadas. O funicular é uma espécie de bondinho e pode ser acessado com o mesmo ingresso do metrô.

Uma visita a ela ainda proporciona um passeio completo, com deslumbrante vista panorâmica da cidade e, em seus arredores, estão alguns dos principais atrativos do Bairro de Montmartre, que falaremos a seguir.

Bairros de Paris

Montmartre

Monte Martre (Montmartre) é um bairro mágico e romântico, que possui uma atmosfera boêmia, artística e intelectual. É possível passear pelas ruas do bairro e sentir um ambiente inspirador para pintores, escritores, músicos e demais artistas que ainda vivem ou viveram por lá como Salvador Dalí e Pablo Picasso.

Além disso, desde o tempo dos gauleses, esta colina já se destinava a lugar de culto. O nome do bairro, Montmartre, possivelmente, se refere aos inúmeros mártires cristãos que foram torturados e mortos ali. Desde o tempo dos gauleses, esta colina já se destinava a lugar de culto.

A Montmartre é linda localizada em uma colina onde os artistas se reúnem, pintando e tentando vender seus quadros ou fazendo suas músicas. O local é repleto de restaurantes típicos, creperias, além de bares ou pubs. É possível sentar-se em um destes restaurantes e apreciar a música dos artistas que ali se apresentam.

Além da Sacre Coeur e sua vista panorâmica, sua vida boêmia com seus restaurantes e bares, a Montmartre possui outras atrações que atraem os turistas:

  • Rue de l’Olive – Uma pequena rua de compras com mercado coberto, onde você vai encontrar queijos, frios, frutas e legumes. Outra atração é
  • Parc Clichy-Batignolles (Parque Martin Luther King) – Um ótimo lugar no centro de Paris para fazer um piquenique ou entreter as crianças no playground ou na pista de skate.
  • Moulin Rouge – uma das casas de espetáculo mais emblemáticas e conhecidas de Paris.
  • Le Mur des Je t’aime  – um muro azul com azulejos, nas proximidades da Sacré Coeur, com “eu te amo” escrito em várias línguas. Um local simples e romântico que atrai vários turistas.

Quartier latin

O Quartier Latin é um dos bairros mais antigos de Paris. Ele possui um labirinto de ruas de pedra e travessas estreitas, sendo o centro da cidade, na época romana.

É neste bairro onde está localizada a famosa Université Paris Sorbonne. Deste a Idade Média, o local está associado à Universidade. Sendo assim, por séculos falar latim era obrigatório para todos os estudantes e funcionários da Sorbonne, dando origem ao nome do bairro.

O bairro é animado e cheio de movimento. Possui diversos bares, bistrôs, restaurantes e cafés, além de lojas de fast-food. O local é ideal para quem busca alternativas entre um jantar romântico, um encontro com amigos para um happy hour ou um lanche rápido.

Um dos locais mais movimentados do Quartier Latin é o Boulevard Saint Michel com os mais antigos cafés de Paris. No entanto, alguns estão sendo substituídos por lojas de roupa. Outro lugar bem movimentado é a a Place Saint Michel. Neste local, você vai encontrar uma fonte de Davioud e uma estátua de bronze que mostra a figura de São Miguel matando o dragão.

Um comentário em “Passeios nos bairros e arredores de Paris

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *