Semana santa em Florença e Roma

Florença e Roma são ótimos destinos no feriado de Páscoa na Itália. Neste post, você vai conhecer a tradição e os principais eventos, enquanto visita as cidades.

Se você programou para realizar passeios em Florença ou planejou visitar Roma, fique atento ao que abre e fecha nas duas cidades. A Semana Santa é a época onde começa a alta temporada na Itália. As cidades, os restaurantes e as principais atrações estão mais lotadas de turistas e a hospedagem fica mais cara. O comércio abre na sexta e no sábado e fecha no domingo. Na segunda, lojas e restaurantes abrem normalmente em Florença. Em Roma, neste dia, o comércio permanece fechado.

Na Itália, de norte a sul, por ser um país completamente católico, os festejos começam já na Quinta-feira Santa, onde as igrejas estão abertas para o ritual da lavagem dos pés, atualmente associada à Missa de Última Ceia, que celebra de forma especial a Última Ceia de Jesus. Além disso, entre o Domingo de Ramos e a segunda-feira após a páscoa, diversas celebrações, encenações e outras atividades são realizadas em nas cidades italianas. Então, por onde estiver, poderá ter um evento em andamento.

Venerdì Santo loseto 003

Celebração entre fé, tradição e culinária

Na Sexta-feira Santa italiana, não se come o tradicional bacalhau, como é feito no Brasil, que é uma das nossas heranças de Portugal. Entretanto, a tradição é também não comer carne. Então, os italianos comem qualquer prato à base de peixe ou frutos do mar, que são bem consumidos na Itália. Algumas pessoas, mais religiosas, praticam jejum neste dia.

Uma curiosidade é que aqui no Brasil, alguns comerciantes, em busca de vantagem, pelo aumento da procura, sobem os preços da batata e do bacalhau, entre outros ingredientes, neste período. Na Itália, é completamente diferente, o que deveria ser normal. Quando a procura é maior, o preço cai e fica em promoção.

Páscoa na Itália

A Páscoa, assim como o Natal, é um dos feriados mais importantes da Itália. Por este motivo é associada a uma longa tradição familiar.  O café da manhã é um momento de grande importância para a tradição italiana em geral. No entanto, Para não atrapalhar o almoço, o café da manhã é servido bem cedo com um bolo de pão-de-ló, chamado de “pizza sbattuta”, comido juntamente com os ovos de chocolate e a colomba de páscoa. Os ovos de páscoa são distribuídos para as crianças durante a refeição, para que possam descobrir a surpresa. Em um grande almoço em família, é servido um cordeiro em uma clara simbologia à crucificação, após os 40 dias de jejum da quaresma — cada vez menos obedecidos.

Colomba de Páscoa

Lunedì dell’Angelo

Diferentemente do Brasil, a segunda-feira após a páscoa é feriado de Lunedì dell’Angelo (ou Pasquetta), onde é comemorado o encontro do anjo com as mulheres (Maria, Maria Madalena, Maria Salomé, Maria de Cleófas e Maria de Betânia) no Santo Sepulcro. A tradição recomenda piqueniques em bosques ou parques, passeios pelo centro da cidade, visitas a pontos turísticos e reuniões familiares. Este é o ápice das celebrações de chegada da primavera.

Semana Santa em Florença e arredores

Florença é o destino ideal para o feriado da Semana Santa onde os festa religiosa é realizados com tradições muito antigas. Além da Quinta-feira Santa, veja o que é possível fazer em Florença e pelos vilarejos e pequenas cidades no seu entorno, durante o período:

Encenação e Procissão da Paixão de Cristo em Grassina

A 15 minutos de Florença, Grassina possui uma tradição de mais de 300 anos, onde 500 moradores fantasiados compõem a procissão histórica que deu origem a um dos momentos mais emblemáticos da Sexta-Feira da Paixão. A peça é narrada por meio de música e desfile e termina com a representação da crucificação no alto de um pequeno morro. A junção da chegada da procissão com o cenário do Calvário é uma das atrações imperdíveis.

Encenação histórica de Grassina

Explosão do Carrinho (Scoppio del Carro), Em Florença

Uma antiga tradição dos tempos medievais em Florença, com início nos tempos da Primeiras Cruzada, entre o final do séulo XI e o início do século XII. É um incrível show pirotécnico sempre atraiu uma grande multidão de turistas, cidadãos e muitos agricultores da zona rural de Florença. A cerimônia religiosa tem preservado quase inalterado o mesmo ritual, no entanto, o momento da explosão já foi, por diversas vezes, modificado.

Explosão do Carrinho

O evento acontece na manhã de Páscoa, o maior feriado da Itália e conta com escolta de 150 soldados, músicos e porta-bandeiras do Calcio Storico Fiorentino, futebol medieval e histórico de Florença, com quase 500 anos de idade.

No domingo de Páscoa, um carrinho alto de madeira, conhecido pelos florentinos como “Brindellone”, é levado pelas ruas da cidade, por um desfile de bois brancos, até chegar na Piazza del Duomo. Após o término da Missa, um foguete em formato de pomba segue por um cabo da porta da Catedral até o carrinho. A “pomba” acende os fogos de artifício e dá início ao show de explosões do carrinho. Os fogos sagrados do Brindellone perpetuam, simbolicamente, a tradição do Fogo Sagrado da Páscoa.

Festa della Beata Giovanna a Signa 

Na Itália, a segunda-feira também é feriado de Lunedì dell’Angelo (ou Pasquetta). Neste dia, em Signa, nos arredores de Florença, é realizada a “Festa della Beata Giovanna” com uma histórica procissão que teve seu início no final do século XIV. Padroeira da cidade, a pastora é conhecida por 27 milagres, 6 enquanto ainda estava viva. A saída acontece às 10 horas da Igreja de San Lorenzo e, segue um caminho que atravessa o vilarejo, passando dentro da Villa di San Lorenzo e do castelo, chegando na Piazza Cavour, no centro histórico de Signa, em frente à Igreja de São João Batista, onde a cerimônia acontece.

Procissão da Beata Giovanna

Semana Santa em Roma

Para assistir qualquer celebração de Páscoa no Vaticano, o procedimento para conseguir o bilhete é o mesmo da audiência papal. Mas, se você não tiver o convite expedido pela sua paróquia ou tiver solicitado, com bastante antecedência, convites direto na Prefeitura da Casa Pontifícia, como fazer? A dica é, se você já está em Roma, você deve seguir o que diz o provérbio “quem tem boca vai a Roma”: chegue ao local da missa com três horas de antecedência e procure grupos grandes de freiras, seminaristas ou jovens. Aproxime-se e faça a pergunta, em italiano, “per favore, lei ha un bigletto di più?” (por favor, o(a) senhor(a) tem um convite sobrando).

É possível conseguir bilhetes em grupos maiores e, quase sempre, você vai o conseguirá. No entanto, os convites são para quem deseja sentar nos primeiros setores mais próximos ao Papa. Você ainda consegue sentar na área cercada, no último setor, antes da multidão que fica de pé, sem a necessidade de convite, verifique se, nesse ano, estas regras já não foram modificadas. A dica serve para as celebrações realizadas na Piazza de San Petro. Para assistir as missas realizadas no Basílica, será necessário o convite.

Papa Francisco na celebração da Páscoa

Domingo de Ramos

No Domingo de Ramos (Domenica delle Palme), é celebrada a abertura, por excelência, da Semana Santa. É quando é relembrada a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém, poucos dias antes de sofrer a Paixão. A cerimônia é realizada em uma missa com o Papa na Praça de São Pedro. Neste dia, também é celebrado o Dia Mundial da Juventude. Para assistir a celebração, não é necessário convite, mas é importante chegar cedo para não ficar em pé.

Quinta-Feira Santa

Na Quinta-Feira Santa, às 9h, no lado interno da Basílica de São Pedro, será realizada pelo Papa Francisco a celebração da missa do Crisma, onde há participação dos mais altos cargos religiosos da igreja católica. A entrada só é liberada mediante apresentação de convite.

Sexta-Feira da Paixão

Na Sexta-Feira da Paixão, ou Sexta-Feira Santa, será realizada, no final da tarde, às 17h, a cerimônia da Paixão com o Papa na Basílica de São Pedro, com apresentação de convite para assistir. À noite, o Jorge Mario Bergolio presidirá a Via Crucis do terraço do Palatino, em do Coliseu Romano. Para assistir a Via Sacra, não é preciso convite, pois a celebração é totalmente aberta ao público. No entanto, chegue cedo, pois a área no entorno do Coliseu é fechada entre 15h e 18h, incluindo a estação de metrô Colosseo. Neste dia, o Coliseu, o Fórum Romano e o Palatino, funcionam até 15h, com último visitante entrando às 14h.

Pessoas a espera do Papa, em Frente ao Coliseu Romano

Sábado de Aleluia

No Sábado de Aleluia, há a Vigília Pascal com o Papa na Basílica de São Pedro, a partir das 21h. É a missa mais espetacular do ano litúrgico católico. No entanto, é necessário convite para assistir. É a celebração mais recomendada para entre todas as outras. Uma boa opção, se você não tiver tempo para assistir todas as outras.

Vigília Pascal na Basílica de São Pedro

Domingo de Páscoa

No Domingo de Páscoa, é realizada missa com o Papa na Praça de São Pedro, às 10h15. A tradicional missa de páscoa também é um dos momentos mais aguardados. No ritual da ressurreição, dois diáconos mostram uma imagem de Cristo ao Papa e, em seguida, aos fiéis. A imagem, conhecida como “Acheropita”, significando que não foi pintada por mãos humanas, é uma das mais veneradas da cristandade. Após a celebração, o Papa lê a mensagem de Páscoa e dá a benção “Urbi et Orbi” a todos. Como o Domingo de Ramos, também não é necessário convite para assistir a celebração. Contudo, é importante chegar cedo para não ficar em pé. No Domingo de Páscoa e no dia seguinte, feriado de Pasquetta, o Museu do Vaticano não abrirá.

A espera da Missa de Páscoa

Um Auguri di Buona Pasqua a todos vocês e sua família! Obrigado pela pela leitura e aproveite bastante a sua viagem!

Pretende ir para Florença? Saiba o que acontece por lá durante o período de Natal e Ano Novo e no ano inteiro também

Viajando pela Itália? Saiba como você pode utilizar os depósitos de bagagens nas estações de trem

Viajando entre duas metrópoles na Itália? Saiba como conhecer pequenas cidades com somente um bilhete

Clique aqui e veja como usar o transporte público em Roma com eficiência

Conhece Lido de Roma? Veja como passar um final de semana na praia dos romanos

 

3 comentários em “Semana santa em Florença e Roma

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: