Como se deslocar por Buenos Aires e arredores

Muitas pessoas tem dúvidas de como se deslocar por Buenos Aires quando chega lá. Estivemos em Buenos Aires por 4 vezes, desde 2009. Assim, podemos dizer que, a cada ano já estávamos cada vez mais acostumados a andar pela cidade. Mas, apesar de repetir o destino em 4 vezes, cada uma delas foi uma experiência diferente. Fizemos três cruzeiros, saindo do Rio e passando por Ilhabela e Punta del Este, no Uruguai, com passagem por dois dias pela capital Argentina, em cada uma das três viagens, realizadas entre os meses de março e abril.

Curiosamente, quando viajamos nesses meses, sempre tivemos problemas com o tempo em pelo menos um dia de viagem. Ou choveu no primeiro dia, ou choveu no segundo dia. E, normalmente no dia em que não choveu, fez um sol de lascar. Mas, não foi impeditivo para que realizássemos nossa viagem. Na outra vez que fomos a Buenos Aires foi de avião e ficamos 3 dias, em 2011, em maio e já fazia um friozinho de 8ºC à noite e a cidade estava assim, durante o dia:

Buenos Aires

Como se deslocar por Buenos Aires

Para quem chega em Buenos Aires de avião, vindo de fora da Argentina, normalmente, os desembarque dos voos internacionais acontece no Ezeiza, a 35km do centro de Buenos Aires. No entanto, alguns voos podem descer no Aeroparque, localizado a poucos minutos do centro da cidade e, provavelmente, do seu hotel. O porto de Buenos Aires, aonde chegam os navios de cruzeiros, também fica próximo ao centro.

De táxi

Na maioria das vezes que estivemos em Buenos Aires, tivemos preferência pelo deslocamento utilizando táxi, que é relativamente barato, mas é preciso tomar alguns cuidados porque existem histórias que o taxista costuma trocar a nota que você entregou, dizendo ser falsa. Apesar de nunca termos passado por esse problema, tomamos alguns cuidados para evitar estes contratempos.

Chuva em Buenos Aires

  • Sempre grave os 3 últimos dígitos do número de série da nota, antes de entregar ao taxista.
  • Procure sempre dar o valor exato da corrida, quando possível. Se tiver um troco baixo, deixe para o taxista.
  • Tenha sempre troco para pode pagar o taxi.

Além disso, fique atento, principalmente na saída do aeroporto. A chance de golpe é quase certa. Muitos taxistas, durante a corrida, costumam inventar taxas inexistentes, como taxa de mala, taxa de número de passageiros, etc. Além disso, a maioria deles, possui o taxímetro adulterado. Como disse, já estive lá por 4 vezes e nunca tive problema, mas não vou a Buenos Aires desde 2012 e há boas alternativas aos táxis, especialmente, na saída dos aeroportos.

Uber

O Uber argentino é uma das novas opões de como se deslocar por Buenos Aires. Assim como no Brasil, a modalidade também passa por diversos problemas. Mas, pode ser uma opção alternativa de maior qualidade, mais barata e mais segura, já que você paga no cartão de crédito. Além disso, os motoristas seguem o caminho indicado pelo GPS, sendo mais confiável. Sendo ideal para longas distâncias, facilitando a divisão da corrida com um colega ou, se estiver em família, é mais vantajoso do que pegar o ônibus executivo. No entanto, para solicitar um Uber, você necessita de ter conexão com internet em seu celular. Dependendo de onde estiver, seja hotel ou restaurante, é possível que tenha uma conexão de Wi-Fi, caso não tenha adquirido um chip argentino.

De metrô

Também experimentamos o transporte público local, que é relativamente barato. Caso tenha interesse em economizar, procure  planejar o seu deslocamento, utilizando um dos aplicativos indicados, antes de viajar para verificar as possíveis conexões entre metrô e ônibus. Para se deslocar, utilizando o transporte público, você pode adquirir um cartão SUBE por 25 pesos. Para saber onde comprar, acesse o site oficial. Após comprar o SUBE, você deve carregá-lo nas estações. Faça as contas de quantas viagens irá realizar e carregue o valor necessário.

  • até 20 viagens: $4,50
  • de 21 a 30 viagens: $3,60
  • de 31 a 40 viagens: $3,15
  • de 41 viagens ou mais: $2,70

Como se deslocar em Buenos Aires

O metrô de  Buenos Aires é conhecido como Subte e a cidade possui uma ampla malha metroviária com seis linhas, identificadas por letra e cor. A maioria das linhas funciona de 5h até 22h, caso não desejar comprar o cartão SUBE, você pode comprar o ticket na própria estação. O preço do bilhete de metrô de Buenos Aires custa 5 pesos argentinos (cerca de R$ 1,25). O sistema de metrô é relativamente seguro, mas é necessário ficar atento aos “batedores de carteira”. Fique atento a seus pertences como bolsas e não deixe a carteira em lugares de fácil acesso como o bolso de trás da calça ou bermuda.

Consulte o mapa para saber como se deslocar por Buenos Aires de metrô:

subte

De ônibus

Além do metrô, também utilizamos o sistema de  ônibus. Assim como no Rio, você sobe no ônibus pela frente. Não há roleta, nem cobrador. Se não tiver o cartão SUBE, você deve informar ao motorista o seu destino, onde é calculado o valor da passagem. Mas, a máquina para pagar a passagem não aceita notas, só moedas. Ela faz a contagem das moedas inseridas e imprime o bilhete. Quando descobrimos isso, já estávamos dentro do ônibus e o motorista acabou não cobrando nossa passagem. Ele deve ter percebido que não éramos da cidade!

onibus

VLT

O VLT é uma das opções de como se deslocar por Buenos Aires. A capital argentina possui dois sistemas de VLT, o Premetro (Línea H) e a Tranvía del Este. O primeiro possui integração com o sistema de metrô da capital. Os trens saem do bairro de Flores, na Estação Intendente Saguier, onde há conexão (gratuita) com a Linha E do metrô, seguem até a estação Pola, onde a linha se ramifica em dois trechos: os ramais General Sávio e Centro Cívico. O modal possui velocidade máxima de 60 km/h e a viagem tem duração de 25 minutos, em média. A passagem Metro + Premetro sai por 4,50 pesos argentinos ou 1,50 pesos, se for só Pemetro.

Como se deslocar por Buenos Aires de VLT

A Tranvía del Este opera no bairro de Puerto Madero, desde a Avenida Córdoba , localizada no dique 2 até a Avenida Independencia, no dique 4, um percurso de pouco mais de 2 km, com duração de 10 minutos e 4 paradas: Intendencia, Belgrano, Corrientes e Córdoba. O bilhete pode ser comprado em máquinas automáticas nos pontos ou a bordo do veículo por 1 peso.

Trens urbanos

Para ir até os bairros mais distantes ou zonas turísticas como Tigre e Delta, que ficam fora do centro de Buenos Aires, você pode optar pelos trens urbanos, onde o preço da passagem custa 1 peso e pode variar de acordo com a zona desejada. No entanto, também é possível utilizar o cartão SUBE.

3890553255_844e97c0ae_o

De acordo com a zona desejada, há diferentes estações de partida, localizadas em vários bairros da Cidade:

  • Estação Retiro — trens até a Zona Norte da Grande Buenos Aires e bairros como Belgrano, Núñez, Villa Urquiza, Villa Devoto, etc.
  • Estación Constitución — trens para a Zona Sul da Grande Buenos Aires.
  • Estación Once — trens para a Zona Oeste da Grande Buenos Aires e bairros como Caballito, Flores e Liniers.
  • Estación Federico Lacroze — trens para o noroeste da Grande Buenos Aires.

Do Aeroporto de Ezeiza para o centro

4046750853_5190af37b5_o

Veja alternativas de transporte do Aeroporto Internacional de Ezeiza, que fica a 35km, até o seu hotel:

 

  • Táxi — Evite a todo custo pegar táxi na saída do aeroporto, a chance de golpe é grande. Contrate diretamente nos guichês da Taxi Ezeiza, empresa autorizada a operar no aeroporto. Você sai com a corrida paga, podendo ser em dólares, pesos ou reais. Mas, o preço é cerca de 500 pesos para qualquer lugar da capital. Os carros são brancos, diferente do padrão preto e amarelo dos que rodam pela cidade.
  • Remises — Opção boa e segura. São carros particulares com chofer. A World Car, a Vip Cars, a Manuel Tienda León e a Transfer Express são empresas autorizadas a trabalhar no aeroporto. O preço custa US$ 50. Para voltar ao aeroporto, guarde o telefone de uma remiseria, pagando o mesmo preço.
  • Trem — Chegando durante o dia, pegue um dos Remises até a estação de trem. Na estação, compre o bilhete até Estación Constitución que tem conexão com a linha C do metrô. O preço estimado é de  31,50 pesos, sendo 30 só do Remises. Para retornar, é só fazer o caminho inverso.
  • Ônibus executivo — Um ônibus executivo da Manuel Tienda faz o trajeto até o Terminal Madero, que é próximo à estação Retiro. O valor custa 160 pesos e é possível adicionar um transfer até seu destino final.
  • Ônibus comum — O ônibus número 8 faz a linha de Ezeiza-Centro, saindo do Terminal B. Custa 10 pesos, mas o trajeto passa pela periferia da cidade e leva cerca de 2h para chegar.
  • Uber — Se tiver conexão com Internet, você pode pedir Uber. A estivativa de preço é de 250 a 315 pesos de/para o centro da cidade.

Do Aeroparque para o centro (ida e volta)

Aeroparque Regional Jorge Newbery é o aeroporto onde tem poucas chegadas internacionais com maior quantidade de voos para o interior da Argentina. Se o seu voo vai chegar ou sair do Aeroparque, você vai economizar muito mais em sua viagem.

Aeroparque Regional Jorge Newbery

  • Táxi — Da mesma forma, como no Ezeiza, os táxis que ficam fazendo fila do lado de fora é quase 100% de golpe, evite a todo custo.
  • Remises — Semelhante ao Ezeiza, mas só a Manuel Tienda León opera no Aeroparque, custa por volta de 100 pesos até o centro da cidade.
  • Ônibus executivo — o ArBus Aeroparque é um ônibus executivo que funciona desde 2014 e possui 5 linhas para diferentes pontos na cidade:  Puente Pacífico, que possui conexão com a Estação Palermo da linha D do metrô, Shopping Alto Palermo (conexão com a estação Bulnes linha D), Obelisco, Bairro Belgrano, Estação Rodoviária do Retiro e Bairro Saavedra.
  • Ônibus comum — Os ônibus 33, 37, 45 e 160 passam em frente ao Aeroparque. Mas, lembre-se que os ônibus só aceitam SUBE ou moedas. Se escolher ir de ônibus, planeje sua rota com o Moovit, indicado nos aplicativos úteis para nossa viagem.
  • De Uber — Assim como em Ezeiza, basta ter conexão com internet para pedir um um Uber. A estivativa de preço é de 100 a 125 pesos argentinos de/para o centro de Buenos Aires.

Do Porto de Buenos Aires

Se você for de navio, irá desembarcar no Porto de Buenos Aires e, provavelmente, ficará hospedado no próprio navio, se não for o seu destino final. Os navios custumam ficar por por 2 dias ancorados no porto, para que os passageiros possam aproveitar uma noite para ir a um show de tango, podendo ser contratado no escritório de excursões do navio. Mas, se você preferir, poderá fazer todos os passeios por conta própria, inclusive ir ao um show de tango.

Porto de Buenos Aires

  • De táxi — Como não conhecíamos as opções alternativas, sempre que chegamos em Buenos Aires de navio, pegamos táxi ali na saída do porto com preço fixo para diversos locais de Buenos Aires. Mas, de qualquer forma, fique ligado nas dicas acima.
  • De ônibus comum —  Planeje sua rota com o Moovit, para saber quais ônibus passam por ali e vão até o centro da cidade (não esqueça de planejar a volta).  Para a Calle Florida, você pode pegar o 45B, o 5B ou o 9.
  • De Uber — Do porto até a Calle Florida a estivativa de preço é de 62 a 80 pesos argentinos.

*Atualizado em 08/07/2016 23h09

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *