Programação dos principais Blocos de Carnaval no Rio em 2016

Quem não curte o calor e a folia carioca, pode ir para região serrana curtir a tranquilidade e uma temperatura mais agradável. Mas, para quem curte a folia e pretende passar o Carnaval no Rio e ainda não reservou hotel, reserve logo, pois a cidade começou o ano com muitos turistas esticando o reveillón por mais uma semana, e, como o Carnaval já está chegando. Começa no dia 05 de fevereiro (sexta-feira de Carnaval), mas você já pode aproveitar a programação desde o início de janeiro. Então, quem resolveu emendar o final de 2015 com o início de 2016 na cidade, já pode aproveitar os eventos de pré-Carnaval.

Clique aqui para ver a lista completa dos Blocos de Carnaval do Rio de Janeiro

Segue a lista, que pode ser atualizada a qualquer momento com a inclusão de um ou outro bloco:

Foto: Divulgação

Vai passar Carnaval no Rio e ainda não encontrou lugar para ficar? Clique aqui e veja as melhores opções de hotel!

Banda de Ipanema

Fundada em 1964, é considerado o bloco carnavalesco mais democrático da cidade e consegue arrastar pelas ruas de Ipanema pessoas de todas as idades e classes sociais, além das incontáveis drag-queens, que desfilam em harmonia em meio ao público heterossexual.

Dias 23/01, 06/02 e 09/02- de 17h30 até 22h
Concentração: Rua Jangadeiros, esquina com Gomes Carneiro, em Ipanema
Percurso:  Rua Gomes Carneiro, Avenida Vieira Souto, Rua Joana Angélica e Rua Visconde de Pirajá, até a Praça General Osório
Estimativa: 50 mil

Banda de Ipanema Infantil
Dia 08/02 – de 16h até 20h
Concentração: Praça General Osório, em Ipanema
Percurso:  Permanece na Praça General Osório
Estimativa: 5 mil

Suvaco do Cristo

Desfila no bairro do Jardim Botânico, Rio de Janeiro, numa localização que seria uma linha reta a partir das axilas da estátua do Cristo Redentor, no morro do Corcovado.

De acordo com os integrantes do bloco, o nome teria sido inspirado em Tom Jobim, que dizia que em sua casa tudo mofava porque ele vivia no sovaco do Cristo.É filiado à Sebastiana.

Dia 31/01 – de 10h até 14h
Concentração: Rua Jardim Botânico, Esquina com Rua Faro
Estimativa: 30 mil

Bloco da Preta
O Bloco da Preta foi fundado em 2011 e se tornou sucesso instantâneo entre o público GLS. O público cresce a cada ano e já se aproxima de meio milhão de pessoas.

Dia 31/01 – de 10h até 14h
Concentração: Rua Primeiro de Março, entre Rua Buenos Aires e Rua do Rosário, no Centro
Percurso: Rua Primeiro de Março, seguindo pela Av. Presidente Antonio Carlos até a Rua Araújo Porto Alegre, Onde Encerra.
Estimativa: 400 mil

Simpatia é quase amor
Nascido em 1985, em meio à campanha pelas Diretas Já. Os padrinhos do bloco são Dona Zica da Mangueira e Albino Pinheiro, fundador e comandante da Banda de Ipanema. O grito de guerra “Alô, burguesia de Ipanema!” antecede a queima de fogos que o bloco promove na Praça General Osório, no bairro de Ipanema, Zona Sul carioca.

O bloco foi batizado em homenagem ao personagem Esmeraldo Simpatia é Quase Amor, criado pelo artista Aldir Blanc. As cores do bloco são o amarelo e o lilás, inspiradas no remédio Engov, para evitar ressaca.

Dia 30/01 e 07/02 – de 16h até 20h
Concentração: Praça General Osório, Ipanema.
Percurso: Rua Teixeira de Melo e Avenida Vieira Souto até a Henrique Dumont
Estimativa de Público: 100 mil

Bloco das Carmelitas
O Bloco das Carmelitas saiu pela primeira vez em 1990 para homenagear Laurinda Santos Lobo, socialite cuja casa abrigou as mais badaladas festas do bairro de Santa Teresa, nas primeiras décadas do século XX. Composto inicialmente por peladeiros que jogavam futebol no terreno ao lado da casa de Laurinda (hoje o Parque das Ruínas), no ano seguinte o bloco abriu e fechou a folia no bairro, com duas saídas, uma na sexta que antecede o carnaval e outra na terça-feira gorda, o que se repete até hoje.

Os foliões criaram a lenda de que, todo ano, uma freira pula o muro do Convento das Carmelitas para brincar o carnaval na sexta e volta para a clausura na terça, virando tradição no bloco homens e mulheres vestirem hábitos de freira na cabeça, para que a “fujona” possa brincar em paz, sem ser facilmente reconhecida.

Dia 05/02 – de 15h até 19h
Concentração: Largo do Curvelo, Santa Teresa
Percurso:  Largo do Curvelo, descendo pela Rua Joaquim Murtinho até altura das Escadinhas de Santa Teresa, no nº 300
Estimativa: 10 mil

Bloco da Favorita

Desfila aos sábados de carnaval  tocando funk em ritmo de samba

Dia 06/02 – de 9h até 12h30
Concentração: A partir das 7h30, no Aterro do Flamengo, próximo a Marina da Glória
Percurso: Da Marina da Glória até o MAM
Estimativa: 30 mil
Cordão do Bola Preta
Fundado em 1918, é um dos mais tradicionais blocos de carnaval do Rio de Janeiro. Com um vasto repertório de marchinhas, o bloco atrai uma quantidade imensa de pessoas para as ruas do Centro, por onde desfila. O uniforme “oficial” pode ser qualquer roupa branca com bolinhas pretas, mas há quem prefira ir fantasiado. O bloco faz dois desfiles, sendo o segundo mais concorrido.Dica: O transito no Centro do Rio fica muito tumultuado no dia do desfile. Prefira ir de metrô.
Dia 06/02 (sábado de Carnaval) – de 09h30 até 14h
Concentração: Rua Primeiro de Março, entre Rua Buenos Aires e Rua do Rosário, no Centro
Percurso: Rua Primeiro de Março, seguindo pela Av. Presidente Antonio Carlos até a Rua Araújo Porto Alegre, dnde Encerra.
Estimativa: 1 milhãoBloco do Afroreggae 
Desfila no carnaval de rua do Rio de Janeiro desde 2006 e arrasta multidões por onde passa. Em seu primeiro desfile no Centro do Rio de Janeiro, neste ano de 2014, o bloco atraiu 150 mil pessoas. Em 2013, mais de 200 mil foliões acompanharam o desfile na Avenida Vieira Souto, em Ipanema.

Ao longo de sua história, o grupo cultural AfroReggae vem utilizando atividades artísticas, como percussão, circo, grafite, teatro e dança para tentar diminuir os abismos que separam negros e brancos, ricos e pobres, a favela e o asfalto, a fim de criar pontes de união entre os diferentes segmentos da sociedade.

Dia 08/02 – de 10h até 14h
Concentração: Rua Primeiro de Março, entre Rua Buenos Aires e Rua do Rosário, no Centro
Percurso: Rua Primeiro de Março, seguindo pela Av. Presidente Antonio Carlos até a Rua Araújo Porto Alegre, onde Encerra.
Estimativa: 150 mil

Sargento Pimenta
O bloco foi fundado em 2010 e conta com sofisticação de arranjo, e também esta sempre inovando no figurino, na arte visual, fazendo com que cada espetáculo do bloco se torne uma experiência única. Os integrantes, de todas as faixas etárias, estão divididos entre a banda, que inclui guitarra, baixo, cavaquinho, sopros e vocais, e também a bateria, com surdos, caixas, repiques, tamborins, agogôs e pandeirolas.

 

O bloco toca músicas dos Beatles em ritmos brasileiros, como afoxé, maracatu, funk e samba. Com a ajuda de percussão, cavaquinho, metais e sopros novos arranjos foram criados para deixar as canções dos Beatles com a “cara” de algumas regiões Brasil.

    • All my loving (marchinha)
    • Yellow Submarine (ciranda)
    • Twist and shout (afoxé)
    • I wanna hold your hand (samba-enredo)
    • Help (Samba-reggae)
    • Ticket to ride (funk carioca)
    • A hard days night (funk)
    Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band (maracatu)

Dia 08/02 – de 10h até 14hConcentração: No Aterro, entre o MAM e a Marina da Glória
Percurso:  Permanece no local
Estimativa: 180 mil

Monobloco
O Monobloco foi idealizado em 2000 com o intuito de incorporar diversos ritmos e estilos musicais à batida do samba. O grupo está entre os que contabilizam mais apresentações durante o ano todo. Tem em seu repertório marchinhas tradicionais, samba (clássicos de Cartola, Clara Nunes e outros), xote, forró, funk e POP (Paralamas do Sucesso, Raul Seixas, Tim Maia, Jorge Benjor, entre outros).
Dia 14/02 – de 9h até 15h
Concentração: Rua Primeiro de Março, entre Rua Buenos Aires e Rua do Rosário, no Centro
Percurso: Rua Primeiro de Março, seguindo pela Av. Presidente Antonio Carlos até a Rua Araújo Porto Alegre, onde Encerra.Santa Teresa, no nº 300
Estimativa: 400 mil

Fonte: WikiRio e Wikipedia
Foto: Divulgação

3 comentários em “Programação dos principais Blocos de Carnaval no Rio em 2016

Deixe uma resposta