Um sábado qualquer em Lido di Roma

Lido di Roma, também conhecida por Lido di Ostia ou, simplesmente, Ostia, é uma espécie de distrito da Roma, situada na parte litorânea da Capital. Como está a 40 minutos de trem de Roma, a localidade é um balneário para os romanos, onde muitos passam as férias de verão, aproveitando o sol e a praia.

A localidade possui fácil acesso por trem e está localizada a 40km de Roma, nas proximidades do aeroporto de Fiumicino. Para chegar no aeroporto, você deve pegar um ônibus na praça da estação. Conhecemos este local por acaso, pois nosso voo para o Brasil era muito cedo. Então, resolvemos nos hospedar em Fiumicino, a uns 5km do aeroporto, e contratar o traslado do próprio hotel.

Pontile di Ostia

É lugar para apreciar o mar, uma espécie de pier que vai além da faixa de areia da praia. Neste local, muitos casais e famílias se reúnem para ver o pôr-do-sol.

Para quem gosta de tomar banho de sol e se refrescar no mar, nesta parte da cidade você só acessa a praia se pagar ou for sócio de alguns dos clubes que se instalaram na orla, que é, praticamente, toda fechada.

Borghetto dei Pescatori / Vila dos Pescadores

É um vilarejo, onde um grupo de pescadores de origem napolitana resolveu construir e se estabelecer. Hoje, é parte de um projeto que busca acentuar o desenvolvimento de Roma em direção ao mar. A vila de pescadores fica próxima ao Canal di Castel Fusano, sendo considerada um lugar mágico habitado pelos descendentes dos primeiros habitantes da aldeia que mantiverem as antigas tradições marítimas da costa.

Vila dos Pescadores

Parque de diversões

Em uma das ruas principais da localidade, havia também um parque de diversões para crianças menores com carrossel e outro para maiores com tobogã e uma espécie de montanha russa. Esses parques ficavam quase um de frente para o outro.

Parque de diversões

Mercado di Sabato

Acontece todo sábado em Lido, uma feira de especialidades da região conhecida como Mercato di Mercoledi e Sabato, na Via Vicenzo Vannutelli, onde se vende de tudo: bolsas, roupas, acessórios e produtos típicos de um camelô da Uruguaiana, no centro do Rio.

Equipamentos para Airsoft

O que mais nos chamou a atenção eram os produtos típicos da região como presunto cru (não eram fatias ou uma peça embalada a vácuo, era um peça inteira mesmo, daquelas que ficam penduradas por tempos, curtindo os temperos e o sal), pane pugliese, azeitonas verdes enormes, castanhas,  sorvetes, nocciola e outras guloseimas, além de armas e equipamentos para airsoft, panelas e um leilão reverso de jogos de jantar que chegaram a sair por €3. Isso mesmo. As pessoas se aglomeravam em volta da barraca e o vendedor iria anunciando o preço. Daí, seguia reduzindo o valor até um mínimo.

Pane Pugliese

Floricultura / horticultura local

Mas, também gostamos de um local que parecia uma floricultura ou horticultura. Um local voltado para o cultivo de plantas, árvores, flores, com diversos equipamentos, sementes e peças para jardim a venda, além das próprias flores, árvores e plantas. Foi lá que eu conheci a famosa Oliveira e estava carregada de azeitonas. Compramos algumas sementes de manjericão e tomate italiano e vamos ver o que vai nascer aqui. No Rio ou Niterói, talvez seja difícil, por causa do clima. Mas, em Nova Friburgo, eu acredito que tenha solo e clima para cultivar produtos típicos do continente Europeu.

Oliveira - Foto: Kal Carvalho
Oliveira

Como economizar com o Leonardo Express

Como dissemos, conhecemos Lido por acaso. Com nosso embarque para as 7h40 da manhã, por precaução, reservamos um hotel nas proximidades do Aeroporto di Fiumicino. Escolhemos um hotel que ficava a uns 5km do aeroporto e que possuía serviço de translado.

Ainda utilizando o bilhete de 72h para transporte público em Roma, fizemos um seguinte roteiro na hora de ir para Fiumicino, economizando duas passagens de 14€ do Leonardo Express:

Saímos do hotel por volta de 10h e pegamos um ônibus até a Stazione Tiburtina, que era a estação de trem mais próxima. Como ainda estávamos com o bilhete dentro da validade, pegamos o metrô “linha B” até a estação “Eur Magliana”. Esta estação tem conexão com a linha “Porta San Paolo-Cristoforo Colombo”, um metrô de superfície.

O percurso leva cerca de 30 minutos até estação Lido Centro, onde descemos. Para chegarmos no hotel, pegamos o ônibus azul da Viação COTRAL (Aeroporto Fiumicino), que aceita o bilhete de Roma. Em seguida, descemos na Via della Scafa, uns 300m perto do nosso hotel. Após o check-in no hotel, deixamos as malas e, como ainda era por volta da hora do almoço, resolvemos sair e aproveitar o dia em Lido Centro.

Onde se hospedar próximo ao Aeroporto de Fiumicino

Esta dica serve para quem viajou para Roma e tem voo bem cedo, saindo de Fiumicino. Para evitar os altos preços de translado do centro da cidade, você pode reservar hospedagem em Fiumicino, na última noite da sua viagem. Assim, você pode contratar hotéis que possuam serviço de translado e aproveitar o dia em Lido di Roma.

*Atualizado em 19/06/2017

5 comentários em “Um sábado qualquer em Lido di Roma

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: